Monday, December 30, 2019

Feliz 2020 !

Monday, December 30, 2019 0
Imagem da Net

E então o Natal passou ! Eu passei mais um Natal. Família, alegria e muita comilança.

Não passei Natal com minhas filhas e nem com netos... mas sei que estão bem, cada uma em um lugar do mundo, com minha continuação de vida.

Passei Natal com meu irmão, cunhada, sobrinha e familiares. Natal dos sonhos? Não. Mas foi uma noite bem gostosa. Família é tudo, certo?

Não vi minhas netas que moram a 20 kms de minha casa, mas vi meu netos que moram a 10.000kms de mim. Vida que segue. 

A gente faz o que pode, e aceita o que mandam para a gente. Maktub

Espero que tenham tido um lindo Natal e desejo que o Ano Novo seja repleto de alegrias, saúde e realizações. A gente sempre espera. E acredita.

Feliz 2020 !

beijos,

Tina

Monday, December 23, 2019

Então é Natal...

Monday, December 23, 2019 0
Foto da Net
E então é Natal e logo ali na frente Ano Novo também.  Promessas mil, novo recomeço, será?

Só saberemos se chegarmos até lá.  Eu estava pensando hoje, em comprar um ingresso para um show que adoraria assistir - em Outubro/2020 ? Vou comprar e, se eu não mais estiver por aqui, alguém vai no meu lugar. Como é que pode pedir para uma pessoa comprar um ingresso com 10 meses de antecedência? Esse povo não conta com a "mão da mãe natureza "? rs rs rs 

Tudo bem, não é um show para jovens, mais um motivo para vender mais perto da data, certo ? Em todo caso, comprei. Presente de Natal para mim.

Natal é família, amigos, saudade com qualidade. Celebração, reunião. União. Espero, desde sempre.

Eu desejo que tenham todos um Feliz Natal.

beijos,

Tina

Monday, December 16, 2019

Dr. Jivago - Boris Pasternak

Monday, December 16, 2019 1
Imagem da Net
"Boris Pasternak recusa prêmio Nobel de Literatura.

Em 29 de outubro de 1958, o autor russo Boris Pasternak recusou o Prêmio Nobel de Literatura daquele ano. No dia 23 do mesmo mês, ele havia sido anunciado pela Academia Sueca como o vencedor da premiação. A recusa aconteceu devido à pressão do governo soviético, que se opunha ao escritor.

Após saber da premiação, Pasternak enviou no dia 25 de outubro um telegrama à Academia Sueca se dizendo "infinitamente grato, emocionado, orgulhoso, surpreso, maravilhado". Nesse mesmo dia, o Instituto Literário de Moscou exigiu que todos os seus alunos assinassem uma petição denunciando Pasternak e seu romance "Doutor Jivago", considerado antissoviético. Além disso, Pasternak foi informado de que, se viajasse para Estocolmo para receber seu Nobel, ele seria impedido de entrar novamente na União Soviética.

Depois das ameaças, Pasternak enviou um segundo telegrama ao Comitê do Nobel: "Em vista do significado dado à premiação pela sociedade em que vivo, devo renunciar a essa distinção imerecida que me foi conferida. Por favor, não entendam mal a minha renúncia voluntária". O fato deixou o autor emocionalmente abalado. "Não pude reconhecer meu pai quando o vi naquela noite. O rosto pálido e sem vida, olhos cansados e doloridos e falando apenas da mesma coisa: 'Agora nada mais importa, recusei o prêmio'", disse seu filho, Yevgenii Pasternak.

Apesar de sua decisão de recusar o prêmio, o Sindicato dos Escritores Soviéticos continuou a demonizar Pasternak na imprensa estatal. Além disso, ele foi ameaçado de ser mandado ao exílio no Ocidente.

Em resposta, o autor escreveu diretamente ao líder soviético Nikita Khrushchev para que ele não tomasse essa medida extrema. Em 31 de outubro de 1958, o sindicato anunciou a expulsão de Pasternak da entidade. Seus membros também assinaram uma petição exigindo que Pasternak fosse despojado de sua cidadania soviética e exilado para "seu paraíso capitalista". O autor morreu dois anos depois. 

Em dezembro de 1989, Yevgenii Pasternak foi autorizado a viajar para Estocolmo para receber o Prêmio Nobel de seu pai. Na cerimônia, o aclamado violoncelista e dissidente soviético Mstislav Rostropovich executou uma obra de Bach em homenagem ao seu falecido compatriota."

Meu autor predileto dos tempos de minha juventude. Não consigo imaginar o que ele passou depois de "recusar" o Premio Nobel de Literatura.  Triste sina vivida por intelectuais e/ou escritores da velha União Soviética.  "Doutor Jivago" é uma obra prima e depois foi brilhantemente filmada. Não consigo assistir sem chorar... Omar Sharif & Julie Christie foram brilhantes. Um livro e um filme para não esquecer, com certeza.

Momento saudade...

boa semana,

Tina

Monday, December 09, 2019

2019 - eu concordo.

Monday, December 09, 2019 0


"O problema não é 2019. O problema é você! Você que trabalha demais, que resmunga demais e que perde tempo baseando a sua vida no que vai comprar, no que vai crescer, e se esquece que por mais que tudo esteja tão seguro, tão pleno e tão maravilhoso, o subir no sótão para arrumar um ar condicionado, o pegar um helicóptero para fazer uma palestra, o subir em uma passarela para desfilar, ou ir tomar sol em um barco em alto mar pode significar o seu último ato neste espetáculo tão maluco que fomos colocados, e sem saber o porquê, chamado vida.

Esse ano perdemos o Gugu, o Boechat, a Caroline Bittencourt e tantas milhares de outras pessoas, não conhecidas a todos pelas televisões ou redes sociais, como no desastre em Brumadinho, ou em tiroteios nas favelas... mas o problema não é 2019, pessoas morrem todos os dias. 

O problema somos nós, que já estamos deixando de viver o que realmente vale a pena para viver a vida alheia, ou ter conquistas somente de bens materiais que nunca vão poder ser levados conosco quando partirmos e que nos rouba a única coisa que realmente importa... o amor, o carinho, um beijo ou um abraço, que parece algo tão tolo, tão fácil, mas que se soubéssemos a nossa hora, daríamos em todos que amamos antes de subir no sótão, antes de pegar um helicóptero, antes de ir ao mar, ou antes que chegue até mesmo o próximo minuto. 

Se você está aqui lendo, aproveite, reavalie e mude. Ainda dá tempo! Texto de @brunogarciany"

~.~.~.~.~.~.~.~.

Eu achei esse texto na Net e concordo totalmante. O problema somos nós.O ano passa...como todos os outros anos passaram e o próximos passarão...  (estejamos aqui ou não). Pense nisso e viva, pense nisso e continue feliz, ou pelo menos tentando. Vale viver!

beijos,

Tina

Monday, December 02, 2019

Destino. Tinha que ser.

Monday, December 02, 2019 0
Imagem da Net

Nada bons, mas são tempos idos e me lembrei de uma história minha no Rio de Janeiro... também de tempo passado. A lembrança é triste, mas aconteceu comigo. Eu tive um "crush" que não podia se aproximar de mim e nem eu dele.

Aconteceu o seguinte: eu morava em Copacabana e nunca, nunca mesmo ia para a praia no Leblon e nem em Ipanema. Eu gostava mesmo era de ir à praia em Copa. Um dia uma colega me ligou e falou: " Vem aqui na praia do Leblon para a gente papear" ? Eu não estava muito afim, mas fui assim mesmo. 
 Destino. Fui, e na volta da praia passamos na frente da casa de uma pessoa em comum (trabalhava no Colégio que a gente estudava) e a moça ao nos ver falou: " Vocês sabiam que "fulano morreu "? Eu quase caí na frente da casa dela... "Fulano" era o meu CRUSH e eu só tinha 15 anos"... Sofri muito.

Era Dezembro, e o meu fim de ano foi horrível. Eu tinha que ter ido lá aquele dia, para saber disso. 

#photobytinac  old times

Deus escreve certo por linhas tortas, já dizia minha mãe... Tinha que ser.

PS: Foi a única vez que fui ao Cem. SJ Batista por querer, pois queria ver onde "ele" estava. Voltei lá em 2008 por minha mãe.Só por isso. Só por ela.

Que Dezembro seja muito feliz para todos.

beijos,

Tina
 
luzdeluma st © Code is Pocket