Monday, July 16, 2018

Time - My song.

Monday, July 16, 2018 0
Flying... to the stars! To the Moon!


"Time, flowing like a river
Time, beckoning me
Who knows when we shall meet again
If ever
But time
Keeps flowing like a river
To the sea
Goodbye my love,
Maybe for forever
To the Moon,  to the sky, forevermore...

Goodbye my love,
The tide waits for me
Who knows when we shall meet again
If ever
But time
Keeps flowing like a river (on and on)
To the sea, to the sea
Till it's gone forever
Gone forever
Gone forevermore
Goodbye my friends (goodbye my love)
Maybe forever
Goodbye my friends (who knows when we shall meet again)
The stars… "

Good bye my love...


beijos,

Tina

Monday, July 09, 2018

Divagando...

Monday, July 09, 2018 0
Image da Net

Vi na amiga Ana Lucia Marti e como é verdadeiro.

" Mãe é quem fica. Depois que todos vão. Depois que a luz apaga. Depois que todos dormem. 
 Mãe fica.
Às vezes não fica em presença física. Mas mãe sempre fica. Uma vez que você tenha um filho, nunca mais seu coração estará inteiramente onde você estiver. Uma parte sempre fica.
Fica neles. Se eles comeram. Se dormiram na hora certa. Se brincaram como deveriam. Se a professora da escola é gentil. Se o amiguinho parou de bater. Se o pai lembrou de dar o remédio.

Mãe fica. Fica entalada no escorregador do espaço kids, pra brincar com a cria. Fica espremida no canto da cama de madrugada pra se certificar que a tosse melhorou. Fica com o resto da comida do filho, pra não perder mais tempo cozinhando.

É quando a gente fica que nasce a mãe. Na presença inteira. No olhar atento. Nos braços que embalam. 
No colo que acolhe.
Mãe é quem fica. Quando o chão some sob os pés. Quando todo mundo vai embora. Quando as certezas se desfazem. 

Mãe fica.
Mãe é a teimosia do amor, que insiste em permanecer e ocupar todos os cantos. É caminho de cura. Nada jamais será mais transformador do que amar um filho. E nada jamais será mais fortalecedor que ser amado por uma mãe.

É porque a mãe fica, que o filho vai. E no filho que vai, sempre fica um pouco da mãe : em um jeito peculiar de dobrar as roupas. Na mania de empilhar a louça só do lado esquerdo da pia. No hábito de sempre avisar que está entrando no banho. Na compaixão pelos outros. No olhar sensível. Na força pra lutar.

No coração do filho, mãe fica. "  (texto da Net)

~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

A minha não está mais aqui, mas ficou, com certeza. Mãe fica.

O texto é tão lindo e verdadeiro, que mesmo não sendo Dia das Mães, vale ler. E, nós Mães sabemos, que Dia das Mães é todo dia!

Boa semana a todos.

beijos,

Tina

Monday, July 02, 2018

The Day that I died - (Dedey)

Monday, July 02, 2018 0
My first daugther !

She was/is my sunshine. My reason to live. My everything.  For many years, my girl.

I really tried to do my best, but it was not enough. Never enough.

She left me alone over here, moved away to a far Country.

I´ve been following her, I really Am. For many years, I did my best.

She sent me away. Expelled me from her house, from her heart. From her life.

She took my grandsons away from my life. She was mean to me. Sad thing.

She´s my daugther, yes, she´s. I´m her mother, I´ll always be, there´s no turning back.

We no longer talk to each other. She doesn´t care about me anymore - 6 months = not a word.

But I still love her so much, my baby girl. The first, always in my heart. Forever mine.

There was a time we used to be friends, used to share a life. I miss it, I really do.

God bless you my girl, I´ll always love you. My daugther. My Dedey.

January 21st. Dedey or "the day"  that my heart died.

Mamãe

Tina

Monday, June 25, 2018

Amor com Fim.

Monday, June 25, 2018 0


Certa tarde Júnia conheceu um rapaz. Eles se apaixonaram de cara. Prometeram se encontrar na praia, na tarde daquele mesmo dia.

Ele foi. Ela foi. Viram o sol nascer juntos na praia. Júnia ficou e ele partiu. Ele amava alguém. Ela amava alguém. Não se amaram, apenas viram um lindo amanhecer em Copacabana.

Amor que nunca aconteceu.  Júnia nunca esqueceu. Seria um amor sem futuro. Desgosto ?

Ele se foi. Júnia também. Amor de um dia, com começo e sem um fim, assim.

Amor que nunca começou e nem  terminou. Só, ficou. Amou.

O amor dele era de outro alguém. O dela também. Amém.

beijos,

Tina

 
luzdeluma st © Code is Pocket