Friday, August 29, 2008

Balanço

Friday, August 29, 2008 30
" Cada dia é uma vida inteira, resumida..."
Dante Milato ( 1899 - 1991)

Esse ano foi demais! E eu já sabia disso desde o momento em que começou - há 364 dias atrás.

Para começar foi um ano 9 - que é o meu número de sorte, desde documentos até senhas que recebo criadas por computador e, com certeza eu sabia: seria (e foi) um ano muito, muito bom.

Ano de muito trabalho, ano de viagens, de cores, de novos amores - ou já se esqueceram que foi o ano em que chegou o lindinho-mais-de-querido-amado-gostoso-fofinho-netinho-da-vovó? (rs) Foi um ano no qual viajei menos que gostaria, não emagreci tanto quanto devia, e amei exatamente como queria.

Ano de realização em diversos aspectos, de alcançar metas e sonhos que pareciam muito distantes: um deles foi conseguir finalmente a minha dupla nacionalidade, o meu passaporte para a liberdade - agora posso morar e/ou trabalhar em terras distantes e de quebra , ficar ao lado dos meus que por lá vivem. Não é uma delícia ?

Eu acredito piamente que tudo aquilo que você se propõe a realizar e mentaliza de forma positiva, acontece. E sou testemunha disso: acontece mesmo. E vivo repetindo aos que me rodieam (e para mim mesma): Nunca desista de seus sonhos. Eles só não se tornarão realidade se você não quiser.

Mas como nada é para sempre, o ano está no fim e deixa um balanço super positivo. Eu nem me lembro mais de coisas não tão boas (que com certeza também aconteceram )e se não fosse pelo fato da mãe, (que continua doentinha), eu não teria NADA a reclamar.



Um novo ano vem chegando e com ele a novidade, melhor dizendo, a nova idade que vai me encontrar prontinha para recomeçar, para viver, sonhar, construir, lutar, amar e encarar um novo (e ótimo) ano que vai começar. E que venham os (ainda) desconhecidos dias. Venham!

Vou lá comemorar, me divertir, celebrar, curtir amigos e partir para o abraço!

beijos e bom fim de semana,

Tina

Wednesday, August 27, 2008

Olhar

Wednesday, August 27, 2008 23


Eu gostei , e acredito que o olhar é o espelho da alma. Isso me basta.

ET: descobri que "Inferno Astral" ou Zodiacal (como quiserem) também afeta o conteúdo das postagens - se a pessoa bloga, naturalmente. (rs) Alguma sugestão para mudar esse tempo ?

beijos e boa 4 feira a todos,

Tina

Monday, August 25, 2008

Soldados.

Monday, August 25, 2008 25
Dia do Soldado - data criada em homenagem ao nascimento
de Luís Alves de Lima e Silva - o Duque de Caxias.


"Vindo de família militar, sua vida sempre esteve ligada ao Exército. Aos 5 anos, foi aceito como cadete. Aos 15 anos, já pertencia à Academia Real Militar. Recebeu várias promoções até alcançar a de marechal, posto máximo na hierarquia militar. Caxias teve uma participação fundamental nas lutas de consolidação da Independência. Entre elas, podem ser citadas as campanhas na Bahia (1823) e na Cisplatina (1815-1825).

Em 1837, já com a patente de tenente-coronel, comandou a luta para reprimir a Revolta da Balaiada (Maranhão e Piauí, 1838-1841). Em 1841, foi promovido a coronel e recebeu o título de Barão de Caxias. Em 1842, reprimiu manifestações liberais em Minas Gerais e São Paulo e os últimos focos da Guerra dos Farrapos, o que lhe valeu o título de Conde e a escolha para o Senado em 1846.

Internacionalmente, participou das campanhas contra o governo de Manuel Oribe (Uruguai) e do ditador Juán Manuel Rosas (Argentina). Alcançou a patente máxima do Exército, a de marechal, durante a Guerra do Paraguai (1865-1870)." (texto adaptado da Net)



E por falar em soldado, eu quero render minha homenagem aos chineses. Soldados perfeitos, incansáveis, exemplares. O trabalho, a performance, a perfeição simétrica de milhares de "soldados chineses" - (e aqui leia-se povo chinês ) fizeram desses jogos olímpicos um espetáculo à parte para e/ou olhos principalmente ocidentais - ou seria somente para o mundo ver uma China que não existe? Dúvida persiste.

Fica a pergunta. E nos resta saber a que (democrátrico) preço esse resultado - literalmente espetacular - foi alcançado.




A Olimpíada de Pequim (ou Beijing) com certeza será sempre lembrada pelo seu brilho, pelos detalhes, movimentos, cores, luzes e tecnologia aplicada. Na minha visão será lembrada , principalmente pelos "soldados chineses." Pena.


PS: Por algum motivo, isso me revolta. De verdade. E eu sou pessoa "apolítica". Acreditem.


beijos e boa semana,

Tina

Friday, August 22, 2008

Da poesia

Friday, August 22, 2008 18

Amor, então,

também, acaba?

Não, que eu saiba.

O que eu sei

é que se transforma

numa matéria-prima

que a vida se encarrega

de transformar em raiva.

Ou em rima.


Paulo Leminski



Verdade, nua e crua nos versos de Leminski.

Na minha opinião se é amor, não acaba, não se esquece, não se apaga.

beijos e bom fim de semana,

Tina

Wednesday, August 20, 2008

Rebate

Wednesday, August 20, 2008 18
E quem sou eu para discordar? O homem era um gênio !
(mas isso não quer dizer que ele era perfeito... rs)


A gente só pode dar aquilo que recebe : exatamente nessa proporção. Ninguém dá o que não tem " e, embora muitos lutem contra essa maré, a maioria acaba morrendo na praia..." (by Tina)

Mas nem tudo está perdido! Se nada explicar o acima exposto, a física com certeza explica.

E você, o que acha?

beijos e boa 4 feira a todos.

Tina

Monday, August 18, 2008

Vivendo...

Monday, August 18, 2008 24

"Há gente que não gosta de evocar o passado. Uns por energia, disciplina prática e arremesso. Outros por ideologia progressista, visto que todo o passado é reaccionário. Outros por superficialidade ou tristeza. Outros por falta de tempo, que todo ele é preciso para acudir ao presente e o que sobra, ao futuro.Como eu tenho pena deles todos. Porque o passado é a ternura e a legenda, o absoluto e a música, a irrealidade sem nada a acotovelar-nos. E um aceno doce de melancolia a fazer-nos sinais por sobre tudo.

Tanta hora tenho gasto na simples evocação. Todo o presente espera pelo passado para nos comover. Há a filtragem do tempo para purificar esse presente até à fluidez impossível, à sublimação do encantamento, à incorruptível verdade que nele se oculta e é a sua única razão de ser.

O presente é cheio de urgências mas ele que espere. Ha tanto que ser feliz na impossibilidade de ser feliz. Sobretudo quando ao futuro já se lhe toca com a mão."

Há tanto que ter vida ainda, quando já se a não tem...
(Vergílio Ferreira, in 'Conta-Corrente 5)


É... é assim mesmo. E a gente vai levando. Vivendo. (?). Do jeito que dá.

beijos e boa semana a todos,

Tina

Friday, August 15, 2008

Divagando...

Friday, August 15, 2008 19

"Há duas tragédias na vida: uma é a de não satisfazermos
os nossos desejos, a outra é a de os satisfazermos."

(Oscar Wilde 1854-1900)


Verdade mais que "verdadeira"! Essa é para pensar... então, aproveitem o fim de semana.

beijos,

Tina

Wednesday, August 13, 2008

De novo, agosto!

Wednesday, August 13, 2008 17


Vocês acham que Agosto é o mês do desgosto? É o que a crença popular diz, mas será que é tanto assim? Não creio. Mas, (há sempre um mas...) vejamos fatos de outros "agostos":

  • No dia 24 de agosto de 1572 Catarina de Medici ordenou o massacre de São Bartolomeu, que ceifou milhares de vidas.

  • No dia 14 de agosto de 1831 os poloneses foram vencidos pelos russos na chamada revolta de Varsóvia e muita gente morreu sonhando com a liberdade.

  • No dia 6 de agosto de 1890, o primeiro homem foi eletrocutado numa cadeira elétrica em New York,

  • Em 24 de agosto de 1910, o Japão invadiu a Coréia, às custas de muito sangue,

  • No dia 1º de agosto de 1914 começou a 1ª Grande Guerra Mundial.

  • Deixando milhares de viúvas espalhadas pelos quatro cantos do mundo, viúvas que ainda hoje choram e depositam flores em seu túmulo, faleceu no dia 23 de agosto de 1926, o artista de cinema Rodolfo Valentino, um mito da sétima arte.

  • Em 2 de agosto de 1932 morre Hinderiburgo e Hitler assume o governo da Alemanha.

  • A cidade de Pequim é invadida pelos japoneses no dia 8 de agosto de 1937.

  • Apesar das milhões de vítimas causadas pela 1 Grande Guerra Mundial iniciada no dia 1º de agosto de 1914, os homens iniciam a 11 Grande Guerra Mundial em agosto de 1939. Mais de duzentas mil pessoas morreram nos dias 6 e 9 de agosto de 1945, quando as cidades de Hiroshima e Nagazaki foram destruídas pela bomba atômica.

  • No dia 13 de agosto de 1961 foi iniciada a construção de um muro, em Berlim, depois mais conhecido como o Muro da Vergonha.

  • No dia 12 de agosto de 1968, na Irlanda do Norte católicos e protestantes começaram a se matar em nome de Deus,

  • No dia 8 de agosto de 1974 Richard Nixon renunciou à presidência dos Estados Unidos, em conseqüência dos escândalos de Watergate.

  • Durante o mês de agosto de 1952 caiu um DC-3 em Goiás, matando vinte e quatro pessoas e, em São Paulo, caiu um avião President com um saldo de quarenta e seis mortos e trinta feridos.

  • dia 24 de agosto de 1954, o então presidente da República Getúlio Vargas, à presidência da República e também à vida.

  • Forças estranhas fizeram com que o presidente Jânio Quadros renunciasse à presidência da República no dia 25 de agosto de 1961.

  • Em agosto de 1965 o navio "Duque de Caxias" pegou fogo em Cabo Frio, quando trinta pessoas perderam a vida.

  • 24 de agosto é o dia das sogras. ( essa pegou, não? rs)
0 melhor mesmo é como fazem os cariocas que, quando chega o mês de agosto, procuram os frades do convento dos Franciscanos para receber as bênçãos dos frades barbadinhos e espantar o azar. (eu nunca soube disso !) E quando o dia 13 de agosto cai numa sexta-feira, aí é que o trabalho dos frades aumenta porque o número de pessoas que procuram se livrar do azar é multiplicado por cem." (texto adaptado)


E vocês, concordam ou não? Eu não acho que seja o mês do desgosto: eu nasci em agosto! (rs)

beijos e boa 4 feira a todos,

Tina

Monday, August 11, 2008

11 de agosto

Monday, August 11, 2008 17


Eu gostei desse texto, vamos pensar:

"A celebração deste 11 de agosto, dia da criação dos cursos jurídicos no país, representa também a data escolhida para parabenizarmos a classe advocatícia, composta por profissionais representantes da mais importante entidade da sociedade civil organizada, sendo uma verdadeira voz da cidadania e exaustiva combatente do arbítrio e da violência. Já desde o seu surgimento, cremos que a comunidade composta por advogados, tornou-se notória por sempre manter-se ativa e vigilante no desempenho de sua missão institucional de guardiã das liberdades civis, da democracia e do Estado de Direito; todavia, desde o ano pretérito, seus membros viram-se assolados por acontecimentos deletérios que atingiram, desde o desrespeito às prerrogativas destes profissionais, que nada mais é do que a violação dos direitos dos cidadãos, até a cruéis e fatídicos acontecimentos, como foram os assassinatos ainda não resolvidos de alguns de seus membros ou a invasão de seus escritórios.

Pois bem, vivenciando o Direito como um todo, infelizmente temos a perceber também, que a proliferação indiscriminada de cursos jurídicos de baixa qualidade no país, em adição ao surgimento de comportamentos de poucos maus profissionais que andaram a desviar normas disciplinares de sua classe, tornaram, a mais bela das profissões, por vezes e injustamente, desvalorizada e carregada de preconceitos. Acontece que, mesmo diante de tantas adversidades, é sabido que a sociedade pode contar com o apoio dos advogados, vez que, é na maioria das vezes, eles são os únicos em que ela deposita sua confiança, facilitando o acesso à justiça para todos, bem como fazendo cumprir direitos básicos que são esculpidos pela Constituição Brasileira, frente às várias dificuldades, deficiências e mazelas existentes no Poder Judiciário que somente pode se movimentar quando instigado.

É preciso, todavia, ter em mente que o prestígio de que ostenta tal classe em todos os três poderes da República do Brasil é, fundamentalmente, a conseqüência do prestígio que a sociedade reconhece em cada advogado, estampados em valores adjetivados como sendo a retidão moral, a honradez e a bravura existente em cada profissional, qualidades estas que lhe fazem credor da admiração e do respeito das pessoas como um todo.

Assim, mesmo com a atual situação adversa e deveras alarmante ora vivida, é por essa razão que nos cumpre expressar com ênfase, que devemos comemorar sim o Dia do Advogado, agradecendo a cada colega, pela seriedade com que se empenham no trato de suas causas, pela serenidade com que oferecem conforto à angustia dos que lhe procuram, além do denodo na defesa de seus clientes, aliado ainda à independência com que exercem esta magnífica profissão secular que é a advocacia, pois sem esta não haveria de se produzir Justiça e sem a qual não se asseguraria o valor constitucional da igualdade, da liberdade e da democracia. "(texto de Marcelo Di Rezende Bernardes.)


Ele disse tudo. E eu dedico o post a minha filhota advogada, no seu dia, do lado de lá...

beijos e boa semana a todos,


Tina

Friday, August 08, 2008

Ostra = Anel

Friday, August 08, 2008 24

"Ela nasceu em São Paulo, mas morava no Rio e adorava vir passar as férias em São Paulo - ver todos aqueles prédios enormes, as luzes de neon brilhando, as grandes lojas, os carros, a vida que sonhava acontecia ali- e tinha o pai - ah! que delícia viver alguns poucos dias do ano vendo e vivendo o pai todo o tempo, tinha adoração por ele.

Numa dessas vindas, o pai resolveu levar todos para almoçar em Santos um sábado. No caminho, ele parou numa joalheria em S.B. do Campo para deixar um cordão dele para consertar.

Ela desceu do carro também e ficou na vitrine, literalmente vidrada olhando anéis, colares e pulseiras, cada um mais lindo que o outro, sonhando com todos eles em seus dedos, pulsos e pescoço. (Mas afinal: que mulher resiste à uma vitrine de joalheria?) rs*

Apaixonou-se instantaneamente por um anel redondo, mixto de ouro liso e ouro fosco que, como costuma dizer, "tinha a sua cara". Correu para o pai e disse:

- Pai, compra esse anel prá mim?

- Não! Hoje não é seu aniversário.

- Ah, mas por que não? Compra pai, é tão lindo!

- Já disse que não, vamos embora.

- Mas, pai...

- Outro dia eu compro, tá bom?

E lá se foram para Santos. Passearam pela cidade - ela sempre andava de mão dada com ele, (para total irritação da mãe... ) - e chegaram finalmente ao restaurante escolhido.

Todos sentados (mãe, irmã, irmão) ela e pai, que resolve pedir uma entrada. Quando ela se deu conta do que era a entrada, teve ânsia..: uma travessa de ostras ! Será que existe coisa mais nojenta aos olhos de uma criança - sim, ela ainda era bem criança - do que uma ostra aberta? Duvido muito.

Pai começa a cerimônia de degustação daquilo: pegar, soltar com o garfinho, espremer limão e sorver... argh! Até aí tudo bem, quem estava comendo era ele... que em certo momento diz à ela:

- Prova, é muito bom!

- Deus me livre, (diz ela) que coisa nojenta!

- Prova !

- Eu não pai, cruzes!

- E vocês (olhando para os irmãos) não vão provar?

- Lógico que não, (diz ela em nome de todos).

- Pensando bem, você ainda quer aquele anel?

- Lógico pai, você vai me dar?

- Se você comer uma ostra eu te dou o anel!

- Paiiiiii !!! Ai meu Deus, eu vou ter que comer uma ostra?

- Você quer o anel ou não?

- Quero! Mas é uma ostrinha só, né? (rs)

- É... (já espremendo limão na própria...)

- Tá bom! Eu como, mas eu quero o anel mesmo, tá?

E em seguida, ela fechou os olhos, tapou o nariz e abriu a boca... Vupt! a ostra desceu lisinha, nem sentiu o gosto, apenas engoliu e pronto! Ostra = anel. Parece fácil, não!?!"

E eu nunca mais comi ostra.

O anel está na caixa de jóias...(foto acima) e o pai...? O pai hoje é só saudade, mas viverá para sempre no meu coração...

Feliz Dia dos Pais!


beijos e bom fim de semana a todos,

Tina

Wednesday, August 06, 2008

Pela metade

Wednesday, August 06, 2008 23
"Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir sorvete de sobremesa, contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente uma bolinha minúscula do meu sorvete preferido ? Uma só.

Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa. Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação. O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.

A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade. A gente sai pra jantar, mas come pouco. Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.

Conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de "fácil").

Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta. Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo, mas tem medo de fazer papel ridículo.

Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar. E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em "acertar", tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...

Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão..

Às vezes dá vontade de fazer tudo "errado" ? deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos.

Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito. Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim: "Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora"...

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo. Um dia. Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga: cinco bolas de sorvete de chocolate, um sofá pra eu ver 10 episódios do seriado "House", uma caixa de trufas bem macias e o Clive Owen embrulhado pra presente ? Não, não precisa ser necessariamente nessa ordem.

Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago." (texto de Leila Ferreira)


~*~*~*~*~*

Eu assino embaixo. Tem coisa pior que ser, viver ou sentir pela metade ? Sem chance.

beijos e boa 4ª feira a todos.

Tina

Monday, August 04, 2008

Amor Maior...

Monday, August 04, 2008 12

"Te amo viva e intensamente;
te amo desesperadamente,
como quem ama só e inutilmente.
Te amo de uma forma raríssima, concreta;
te amando de maneira sublime, discreta,
como quem ama uma paixão doce e secreta.
Te amo com a força de quem canta;
te amando com uma raça tanta,
que até meu amor se encanta.
Te amo todo dia e toda hora;
te amando inteiro, por dentro e por fora,
te amo hoje, aqui e agora.
Te amo sem rancor e sem maldade;
te amo do tamanho da eternidade,
te amando, mesmo quando és
Só saudade... "


Lindo isso, não? Se alguém souber a autoria, por favor me avise, não me lembro...

Update: O poema acima é de Pablo Neruda. Obrigada Lila !


PS: Desculpem a falta de visitas, mas a roda viva aqui no pedaço anda grande. Vou tentar colocar em dia o mais breve possível.


beijos e boa semana a todos,


Tina

Friday, August 01, 2008

Divagando...

Friday, August 01, 2008 14
"Na natureza
nada se cria,
nada se perde,
tudo se transforma.
Cana dá álcool, e
álcool dá cana..."



Para pensar, rir, agir... e ter um bom fim de semana!


beijos,

Tina
 
luzdeluma st © Code is Pocket