Thursday, December 27, 2007

2008

Thursday, December 27, 2007 31

Não sei se a vida é curta ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,

Se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:

Colo que acolhe,

Braço que envolve,

Palavra que conforta,

Silêncio que respeita,

Alegria que contagia,

Lágrima que corre,

Olhar que acaricia,

Desejo que sacia,

Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo.

É o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais.

Mas que seja intensa, verdadeira e pura .

Enquanto durar.

Cora Coralina

Eu também não sei, mas espero aprender, ser e viver, enquanto durar.

beijos a todos e Feliz 2008 !

com carinho,


Tina

Thursday, December 20, 2007

O Natal mudou...

Thursday, December 20, 2007 52
"Bom Menino chega e por amor vai renascer,
traz à Terra de novo a esperança e sorri, chegou Natal..."

Não se assustem o Natal não mudou de data, embora seu significado tenha mudado muito de uns tempos para cá, o Natal continua a ser celebrado em 25 de dezembro, data instituída após a cristianização do Império Romano em comemoração ao nascimento de Cristo.

A maior parte dos historiadores afirma que o primeiro Natal como conhecemos até hoje foi celebrado no ano 336 d.C. e a troca de presentes passou a simbolizar as ofertas feitas pelos três Reis Magos ao Menino Jesus. Mas isso é história / assunto para outro post, outras cogitações.

Deixando a História de lado, gostaria de dizer que o Natal que mudou este ano foi apenas o meu. Mudou minha vida, aumentou meus sentimentos, mudou meu ser, encheu de alegria meus dias, alterou meu jeito de ser e pensar, mudou meus planos, realizou meu encanto, me completou como mulher, me fez feliz.

Meu Natal mudou este ano, mas não tanto assim, pois ele aconteceu num dia 25 - como todo Natal acontece.


Meu Natal mudou no dia em que chegou o meu "principezinho", mais amado e esperado neto.


Meu Natal mudou com as mudanças que observo nele neste curto espaço de tempo (como se eu não soubesse que bebês mudam a cada dia).

Meu Natal agora acontece de novo a cada dia 25 - mesmo eu vivendo longe dele. Ele existe. E ele é e sempre será o meu Natal daqui prá frente. E o dia é 25 de setembro, naturalmente.

Meu Natal acontece porquê apesar da distância, existe a realidade e a vida querida que vive e é, com toda certeza, o meu maior Natal.

O Natal do mundo não mudou - mudou apenas o meu : agora tenho meu Feliz Natal de avó-pela-primeira-vez-em 2007. E não existe Natal mais feliz.

Essa carinha brava significa: "saudade daminhavó!"

Meu Natal só seria melhor e mais feliz, se estivesse pertinho dele, mas eu acredito em Papai Noel - e acho que ele vai me ouvir, afinal ele me ouviu no Natal passado e me mandou de presente o meu maior NATAL - o meu lindinho Gregory.

Acho melhor continuar acreditando, não acham? (rs)

O Natal não mudou, mudou apenas o MEU Natal. E isso é muito bom. Que todos sejam felizes.

Feliz Natal a todos e infinitos momentos felizes: a vida é vivida através deles. Basta acreditar. E não deixar de tentar.

beijos com carinho,


Tina

Monday, December 17, 2007

Sugestões

Monday, December 17, 2007 24

"Sugestões de presentes para o Natal: Para seu inimigo, perdão. Para um oponente, tolerância. Para um amigo, seu coração. Para um cliente, serviço. Para tudo, caridade. Para toda criança, um exemplo bom. Para você, respeito."

Oren Arnold

Não seria nada mal seguir este conselho, não concordam ? Tudo brilharia mais, com certeza.

beijos e boa semana a todos,

Tina

Friday, December 14, 2007

Felicidade?

Friday, December 14, 2007 25
" Os homens que procuram a felicidade são como bêbados
que não conseguem encontrar a própria casa,
mas que sabem que têm uma." Voltaire (1694-1778)


E como discordar de Voltaire nesta época? Estão todos à procura da felicidade, da alegria, de presentear, de ganhar. Shoppings lotados, lojas abarrotadas, compras, listas, gastos, obrigação de dar e receber.

Loucura total: falta de tempo, de opções, de estacionamento, de bons preços, etc... e por outro lado: sobra de stress, de engarrafamento, de mal atendimento, de dúvida, de dívida também.

Seria isto a felicidade que se procura para a noite de Natal ? "Noite Feliz" a este preço ? Duvido.

Natal , na minha opinião é celebração , não obrigação. Muito menos a de "estar" feliz por algumas horas em volta de uma mesa, ao redor de uma árvore iluminada - para quem tem. Sejamos honestos, sinceros e façamos o nosso melhor por simples querer, por celebrar tão somente o verdadeiro significado da data.


Tenho certeza que o Homenageado agradece.

beijos e bom fim de semana,

Tina

Wednesday, December 12, 2007

Carta a Noel

Wednesday, December 12, 2007 14

CARTA PARA PAPAI NOEL
Emília M. Lopes



“Querido Papai Noel,

Não quero nada para mim, mas gostaria que realizasse um desejo. Não sei se é possível. Já me disseram que é besteira, que estou sonhando, mas mesmo assim vou tentar:

Queria que no mundo houvesse uma coisa especial porque acredito que com isso as pessoas não brigariam, não passariam fome, não roubariam, não matariam, não discutiriam e, principalmente, voltariam a sonhar.

Só peço para que haja, entre todas as pessoas, mais Respeito.

Se puder me atender, eu agradeço do fundo do meu coração.

Acredito que de ilusão também se vive."


Aproveitando a época que inspira: eu também acredito.


beijos e boa 4 feira.


Tina

Sunday, December 09, 2007

Divagando...

Sunday, December 09, 2007 24

" Nunca nos perdemos tanto

como quando julgamos conhecer o caminho."

(Provérbio chinês)


A vida nos ensina a tomar o rumo certo e o livre arbítrio nos conduz...

Parece fácil, não? Difícil é realizar.

Mas a gente nunca vai saber,

se não tentar.

Eu tento. Sempre.

Por que não?



beijos e boa semana,

Tina

Thursday, December 06, 2007

Decisão

Thursday, December 06, 2007 22

Coisas boas e ruins acontecem a todos, indistintamente…

Se não existe o paraíso, podemos construir um oásis de paz, em nós mesmos, no meio das guerras que as pessoas vivem…

Tudo depende da escolha.

Podemos fugir à tristeza? Não.

Podemos impedir as perdas? Não.

Podemos obrigar que nos amem? Não.

Mas podemos usar os momentos de dor, frustração e ressentimento para aprender a amar melhor…

Podemos tornar nosso trabalho mais realizador…

Podemos transformar o ódio em perdão…

O ressentimento em compreensão…

Basta tomar essa decisão.

E escolher a melhor forma de resolver os conflitos e aprender com eles…

Desafie a você mesmo, criando um artifício para lidar, com o negativo.

Invente um jogo em que ganhe pontos, diante de situações que você resolva com harmonia,

ou perca pontos se não resistir a se fazer de vítima…

Feche as portas ao automatismo burro…

Ele faz sofrer e nos torna refém.

Podemos ser hoje, melhores do que ontem.

Cabe a você, somente a você, escolher se os acontecimentos de ontem, hoje e amanhã, serão usados para torná-lo uma pessoa melhor…

(desconheço autoria)


E você? Qual será sua escolha hoje?


beijos,


Tina

Tuesday, December 04, 2007

Princess

Tuesday, December 04, 2007 18
"Minha filha mais nova / eu caminhava há muito / Quando chegastes aqui; /
Vamos agora juntas / Eu, que nunca dantes te vi, /
Mas sei que meu amor é todo teu... "
Theodor Storm (1817-1888)

Ela é linda, como vocês podem ver na foto acima tirada há mais de 20 anos atrás, é profissional dedicada, tia "babona" do nenén mais lindo do mundo (exagero meu? duvido...rs) estudante aplicada, não perde a hora por nada (isso eu invejo!) e tem um gênio danado! Cozinheira de mão cheia, planeja muito (e bem) o futuro - nos avisou há 3 anos que vai se casar em 2010 - estressada no trânsito, econômica até perder de vista: ela é tudo isso e é minha filha mais nova também e faz aniversário hoje!



Parabéns Princess, felicidades sem fim, muitos anos de vida, muito amor, muita saúde e muito sucesso.

Te amo mais que tudo, você sabe. Deus te abençoe muito minha filha, hoje e sempre. Feliz Aniversário!

Com amor,

Mom (Tina)

Monday, December 03, 2007

Outra vez...

Monday, December 03, 2007 10


"Pede a banda para tocar um dobrado,
Olha nós outra vez no picadeiro..."
Ivan Lins


A vida é assim, fazer o que?

VALE...



beijos e boa semana.


Tina

Friday, November 30, 2007

Lágrima

Friday, November 30, 2007 15
Uma

Gota d’ água

e sal desliza

sob a influência

da gravidade

Percorre o caminho

sem volta

Desenhando um rastro

de mágoa

E saudade

do não vivido

Do sentido...



Cecília Cunha




Eu gosto demais dos escritos dela pois eles transbordam sentimento, paixão. Vale conferir.


beijos e bom fim de semana !


Tina

Wednesday, November 28, 2007

Língua x Adjetivo

Wednesday, November 28, 2007 21


" A língua é uma razão humana que tem suas razões,
e que o homem não conhece." Lévi-Strauss


E ele tem toda razão ao fazer esta afirmação, independente do idioma que se fala.

O Português (como um todo) é uma língua linda, rica e difícil com certeza, e eu falo isso como professora de Inglês que sou: o Português é difícil mesmo! O Inglês por exemplo, tem bem menos tempos verbais, facilita mais a comunicação num sentido amplo, mas fica devendo quando o quesito é diminutivo, aumentativo e de quebra, os adjetivos (são comum de dois...)rs

Ufa! cheguei onde queria - adjetivos - afinal eu não passei por aqui hoje para dar aula - longe disso. (rs)

Vocês já repararam que os adjetivos em Português têm idade ? Tenho certeza que sim, mas vou reavivar-lhes a memória:


- Quando se é criança ou ainda bem jovem, o adjetivo vem acompanhado do "inho / inha" : fofinho, lindinho, gracinha, e por aí vai... ( e o Inglês nunca vai conseguir imitar ou copiar).

- Quando se atinge a boa idade (leia-se algo entre 18 e 38 anos), o adjetivo vem sem acompanhamento, é direto! - linda, gostoso, gata, maravilha, beleza, e mais um monte! mas...

- Quando a melhor idade (nova denominação para mais idade) começa a se apresentar... aí a coisa muda. O adjetivo vem acompanhado do interminável "grande - aumentativo" - terminação (ou seria tempo de produção?) senão vejamos as frases / adjetivos mais ouvidas nesta fase e, que independe do sexo:

  • Você? Tá inteirona!
  • Richard Gere ainda é um gatão.
  • Bonitona ainda, tia...
  • Ele? Inteiraço, acredita?
  • A Vera Fisher é gostosona!

E "interessante" - é adjetivo qualificativo? O que dizer então de pseudo-adjetivos como " ajeitada" ? "bonitinha"? ou "bem acabada"? Vale o exterior ou o interior de quem tem mais de 20 ? Dúvidas garantidas que por sua vez são incertezas. E lá vem o Português novamente, rico e cheio de nuances. E a vida com suas fases.

E por aí vai... só rindo, mas é verdade patente: os adjetivos com o passar do tempo, elevam a gente. Só não me perguntem a que categoria, mas que é verdade, isso é. E aqui entre nós: se eles (os adjetivos) ainda existem é prova que estamos vivos. Melhor assim.

Cada idade tem seus prazeres, seu espírito e seus costumes. E seus adjetivos, naturalmente.

beijos e boa 4 feira a todos.

Tina

Monday, November 26, 2007

Do amor?

Monday, November 26, 2007 13

"Quando a tristeza chega, não acho que a gente deva fugir dela.Contar piadas para disfarçar. Tentar esquecer. Eu aprendi a viver a tristeza como se vive a alegria. Enfrentar as dificuldades têm uma beleza que nem dá prá explicar com simples palavras." W. Carrasco


Eu gosto de "ler" e de saber que alguém "verbaliza" sentimentos que também são meus. Gosto mesmo. Se não fosse assim, que graça teria ?

Eu não consigo tudo, apenas tento. Mas está cada dia mais difícil.

Não dá para "pretend" (fingir) 24 horas, não dá mesmo.

Falta alguma coisa. Falta muito.

Falta calor. Falta amor. Falta. Sobra dor.

E o amor que não sobra. e não volta.

Só - faz falta...

gostaria de ser/fazer /escrever - como faz MarciaClarinha para saber dizer bem. Não sou. Não faço. Não escrevo. Gostaria. Do amor não mais sei escrever, viver ou dizer. Não sou. nem sei.


beijos e boa semana,

Tina

Sunday, November 25, 2007

De ser feliz

Sunday, November 25, 2007 8

"Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la
e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade."

Mario Quintana

E desta vez eu não fiz "quase nada" tenham certeza, mas que este carinha aí acima faz a minha vida muito mais feliz , é verdade pura. Simples assim.

Agora vamos falar sério: dá para algum ser humano que já foi devidamente fichado ( ou seria fisgado?) na categoria dos avós, não ficar feliz com uma carinha linda e fofa dessa a olhar para ela ? Se alguém conseguiu por favor me avise, talvez eu pare de babar...rs

Não tem jeito: ele é a pessoinha mais querida e amada da minha vida ! E eu nem pedi: simplesmente ganhei, espero fazer sempre por merecer. E ele não tem idéia ainda do quanto faz a diferença... e é tão lindo!

Deus te abençoe nos seus 2 meses de vida meu "menor amor maior" !


beijos e boa semana a todos.


Tina

Thursday, November 22, 2007

Dengue

Thursday, November 22, 2007 22


A dengue é uma doença febril aguda causada por um vírus de evolução benigna, na maioria dos casos, e seu principal vetor é o mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais.O vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A infecção por um deles dá proteção permanente para o mesmo sorotipo e imunidade parcial e temporária contra os outros três.


Existem duas formas de dengue: a clássica e a hemorrágica. A dengue clássica apresenta-se geralmente com febre, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos, mas raramente mata. A dengue hemorrágica é a forma mais severa da doença, pois além dos sintomas citados, é possível ocorrer sangramento, ocasionalmente choque e conseqüências como a morte.


TRANSMISSÃO


A dengue não é transmitida de pessoa para pessoa. Seu principal vetor é o mosquito Aedes aegypti que, após um período de 10 a 14 dias, contados depois de picar alguém contaminado, pode transportar o vírus da dengue durante toda a sua vida. O ciclo de transmissão ocorre do seguinte modo: a fêmea do mosquito deposita seus ovos em recipientes com água. Ao saírem dos ovos, as larvas vivem na água por cerca de uma semana. Após este período, transformam-se em mosquitos adultos, prontos para picar as pessoas.

O Aedes aegypti procria em velocidade prodigiosa e o mosquito adulto vive em média 45 dias.

A importância da Temperatura

A transmissão da doença raramente ocorre em temperaturas abaixo de 16° C, sendo que a mais propícia gira em torno de 30° a 32° C. A fêmea coloca os ovos em condições adequadas (lugar quente e úmido) e em 48 horas o embrião se desenvolve. É importante lembrar que os ovos que carregam esse embrião podem suportar até um ano a seca e serem transportados por longas distâncias, grudados nas bordas dos recipientes. Essa é uma das razões para a difícil erradicação do mosquito. Para passar da fase do ovo até a fase adulta, o aedes demora em média dez dias.Os mosquitos acasalam no primeiro ou no segundo dia após se tornarem adultos. Depois deste acasalamento, as fêmeas passam a se alimentar de sangue, que possui as proteínas necessárias para o desenvolvimento dos ovos.

O mosquito Aedes Aegypti mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. Costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Há suspeitas de que alguns ataquem durante a noite. O indivíduo não percebe a picada, pois no momento não dói e nem coça.Segundo uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a fêmea do Aedes voa até mil metros de distância de seus ovos. Com isso, os pesquisadores descobriram que a capacidade do mosquito é maior do que os especialistas acreditavam. Até então, eles sabiam que o Aedes só se distanciava cem metros.

SINTOMAS

Após a picada do mosquito, os sintomas se manifestam a partir do terceiro dia. O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias.O intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É depois desse período que os sintomas aparecem:

Dengue Clássica:

-Febre alta com início súbito·

-Forte dor de cabeça·

-Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos·

-Perda do paladar e apetite·

-Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores·

-Náuseas e vômitos·

-Tonturas·

-Extremo cansaço·

-Moleza e dor no corpo ·

-Muitas dores nos ossos e articulações.

Dengue Hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:·

-Dores abdominais fortes e contínuas.

-Vômitos persistentes.

-Pele pálida, fria e úmida·

-Sangramento pelo nariz, boca e gengivas·

-Manchas vermelhas na pele·

-Sonolência, agitação e confusão mental·

-Sede excessiva e boca seca·

-Pulso rápido e fraco·

-Dificuldade respiratória·

-Perda de consciência.

Na dengue hemorrágica o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas. De acordo com estatísticas do Ministério da Saúde, cerca de 5% das pessoas com dengue hemorrágica morrem. O objetivo do Ministério é que esse número seja reduzido a menos de 1%.

TRATAMENTO

O Aedes Aegypti mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. A reidratação oral é uma medida importante e deve ser realizada durante todo o período de duração da doença e, principalmente, da febre. O tratamento da dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sangüínea. A pessoa deve manter-se em repouso, beber muito líquido (inclusive soro caseiro) e só usar medicamentos prescritos pelo médico, para aliviar as dores e a febre. Ao ser observado o primeiro sintoma, deve-se buscar orientação médica no posto de saúde mais próximo. As pessoas que já contraíram a forma clássica da doença devem procurar, imediatamente, atendimento médico em caso de reaparecimento dos sintomas agravados com os sinais de alerta, pois correm o risco de estar com dengue hemorrágica, que é o tipo mais grave.

(Fonte: Ministério da Saúde)


Previnir ainda é o melhor remédio!


Este post faz parte da blogagem coletiva chamada pela Meire, lá vocês encontram todos os participantes.


beijos e boa 5 feira.


Tina

Tuesday, November 20, 2007

Divagando

Tuesday, November 20, 2007 17

"O forte transforma-se em suave e o suave transforma-se em forte.
O que é mais suave que a água,
que consegue desgastar a pedra pela persistência?
(Lao-Tsé)

E esses dizeres se aplicam a todos os setores da vida. Eu concordo e pratico. E o negócio é seguir em frente, sempre. Não desistir. Mesmo gripada.(rs)

beijos e bom dia.

Tina

Não esqueçam: dia 22 tem Blogagem Coletiva sobre a Dengue, chamada pela Meire. Vamos participar.


Wednesday, November 14, 2007

Conquistas

Wednesday, November 14, 2007 26


Espero e desejo que esta seja a escolha de todos vocês, sempre. A minha é, com certeza.

E lá vamos nós para mais um fim de semana prolongado - em alguns Estados serão 6 dias corridos entre feriados e emendas - pode? Fica difícil ir em frente e conquistar alguma coisa desta forma, não? Enfim...

Eu vou ali cumprir o prometido há tempos idos (nunca sem tempo) mas vou aproveitar também para passear um pouco (afinal ninguém é de ferro, certo?) e volto logo. O meu "fim de semana extendido" será o mesmo = vivido.

beijos e bom fim de semana prolongado a todos,

Tina

Monday, November 12, 2007

Casamento

Monday, November 12, 2007 25
"A intimidade entre o homem e a mulher não deve nunca ser tão grande

que envenene a necessidade radical de cada um de liberdade interior."

G. Marañon (1887-1960)

Ontem fomos à um casamento. Dois jovens - ele com 23 e ela com 22 anos de idade - melhor dizendo - duas crianças que se divertiram durante a festa como só as crianças sabem fazer. Eles não estavam errados, a intenção era essa mesmo e espero que sejam muito, muito felizes.

Mas eu num dado momento, comecei a pensar na facilidade e/ou fragilidade do casamentos de hoje em dia: casa-se à toa, separa-se por nada, começa-se tudo de novo, acaba-se novamente. E nada. Falta compromisso. Nada-se numa correnteza que parece empurrar os casais ao matrimônio-perfeito-até-que-o-divórcio-os-separe. E lá vão eles a procura de novos pares, de um novo casamento. Começar de novo quantas vezes for necessário.

Eu não consigo entender esta total facilidade, esta quase leviandade com que os casais de hoje se casam e/ou se separam: é como se estivessem trocando de sapato ou de corte de cabelo. É quase o mesmo que uma criança faz ao deixar de lado um brinquedo que já não é novidade. E ninguém pensa em realizar a tal da felicidade... (ou talvez pensem ,unilateralmente, verdade seja dita.)
Gostaria de deixar bem claro que nada tenho contra quem se casa/divorcia/casa novamente: nada contra! Respeito, mas concordar é outro assunto.



Um casamento não é feito só de flores e nem só de espinhos, disso sabemos faz muito tempo. Há muito que ceder, que aceitar, que discutir, que conversar, que concordar e discordar também - afinal é por este caminho que se chega aos grandes feitos e descobertas. A vida a dois é um exercício diário de paciência e de compreensão. É um bouquet onde cada flor tem seu perfume e cada espinho tem sua colocação. É o princípio do viver bem e do buscar a tal da felicidade como já dizia o poeta. E então viver o amor em toda a sua plenitude.

Cabe ao casal extrair o melhor da cada um e dividir (fundamental) o delicioso fruto que pode ser extraído desta convivência. E este fruto pode ser doce ou amargo: mas isto vai depender somente deles.

Estou filosofando muito hoje, melhor parar e encarar a segunda feira que está chegando.

beijos e boa semana,


Tina

Friday, November 09, 2007

Dom...

Friday, November 09, 2007 16

" O amor, segundo um de nossos poetas,

é um privilégio que dois seres se dão

de se magoarem reciprocamente

a propósito de nada..."

Balzac

Tem gente que tem esse "dom" e, para fazer tudo piorar, o aplica com maestria. E não deixa o passado descansar em paz. Tem gente que faz questão de mal amar.


"...pois, cedo ou tarde, o amor é seu próprio vingador." (Byron)


beijos e bom fim de semana,


Tina

Wednesday, November 07, 2007

Divagando...

Wednesday, November 07, 2007 12

"Se às vezes dizes sim para não desiludir as pessoas, isso não é amor, é covardia.

Um grande exercício para o amor é saber dizer não.

Se compreendes tudo, perdoas tudo.

Não esqueçamos que a resposta do amor


é sempre a que o outro necessita.

porque o amor verdadeiro é clarividente

e compreensivo. Sempre está solidário com o outro.

Há apenas uma necessidade.
E essa necessidade é amar."

Anthony de Mello


Eu concordo: temos que usar o Não por amar, não tem outra saída. Se tiver, não é Amor. Embora o amor devesse ser feito sempre de Sim. Mas não dá. Não dá mesmo.

A vida não é feita apenas de SIM. Disso sabemos bem, ou pelo menos, deveríamos. E não desistimos. Pelo menos, não deveríamos. Não.

beijos e boa 4 feira a todos.

Tina

Monday, November 05, 2007

Palavras...

Monday, November 05, 2007 19
A Lila me passou um meme:- abrir um livro na página 161 e reproduzir a quinta frase: eu confesso que no livro que peguei a página 161 não dizia nada que eu pudesse postar. Corri para a página 61 (para manter a dezena, pelo menos) e vejam o que encontrei:

"... Houve um tempo em que as palavras eram tão poucas que nem sequer as tínhamos para expressar algo tão simples... Às pessoas de agora não lhes passa pela cabeça o trabalho que deram a criar estes vocábulos, em primeiro lugar, e quem sabe não terá sido , de tudo, o mais difícil, foi preciso perceber que havia necessidade deles, depois houve que chegar a um consenso sobre o significado dos seus efeitos imediatos, e finalmente, tarefa que nunca viria a concluir-se por completo, imaginar as consequências que poderiam advir, a médio e a longo prazo, dos ditos efeitos e dos ditos vocábulos."(by José Saramago - "O Homem Duplicado" - Cia das Letras)


Eu (e mais uma enormidade de pessoas) acho que as palavras são como uma arma: uma vez ditas (atiradas) não há nada que as faça voltar. Todo cuidado é pouco. Muito saber é preciso. Não dá para esquecer. A gente pode até perdoar algo que foi dito no calor de uma discussão, numa hora da raiva, mas esquecer? hummmmm... Isso é outra coisa, é assunto para outro post.

Por esta razão eu uso e ouso aconselhar - infinita diplomacia no falar. Não custa nada na hora, mas pode custar tudo no porvir. E a palavra proferida não tem volta, isso é certeza.

Eu não vou indicar ninguém em virtude do tempo decorrido - mas agradeço à Lila pelo carinho - e deixo a dica para quem estiver sem idéia para postar nestes dias corridos, combinado?


E não deixem de assinar a petição pela liberdade de Ana Virgínia: brasileira como nós.

beijos e linda semana a todos,

Tina

Thursday, November 01, 2007

Paz

Thursday, November 01, 2007 30
by Affonso Romano de Sant’Anna


"Os homens amam a guerra.
Por isso se armam festivos em coro e cores
para o dúbio esporte da morte.
Amam e não disfarçam.
alardeiam esse amor nas praças,
criam manuais e escolas,
alçando bandeiras e recolhendo caixões,
entoando slogans e sepultando canções.

Os homens amam a guerra.
Mas não a amam só com a coragem do atleta
e a empáfia militar, mas com a piedosa
voz do sacerdote, que antes do combate
serve a hóstia da morte.
Foi assim na Criméia e Tróia,
na Eritréia e Angola,
na Mongólia e Argélia,
na Sibéria e agora.

Os homens amam a guerra e mal suportam a paz.
Os homens amam a guerra, portanto, não há perigo de paz.
Os homens amam a guerra, profana ou santa, tanto faz.
Os homens têm a guerra como amante, embora esposem a paz.

...Durante séculos pensei que a guerra fosse o desvio
e a paz a rota. Enganei-me.
São paralelas, margens de um mesmo rio,
a mão e a luva, o pé e a bota.
Mais que gêmeas, são xifópagas,
par e ímpar , sorte e azar.
São o ouroboro - cobra circular
eternamente a nos devorar.

A guerra não é um entreato.
É parte do espetáculo.
E não é tragédia apenas,
é comédia, real ou popular,
é algo melhor que circo:
- é onde o alegre trapezista
vestido de kamikase
salta sem rede e suporte,
e o contorcionista se parte
no kamasutra da morte.

A guerra não é o avesso da paz.
É seu berço e seio complementar.
E o horror não é o inverso do belo
- é seu par.

Os homens amam o belo,
mas gostam do horror na arte.
O horror não é escuro,
é a contraparte da luz.

... Nem cínico nem triste. Animal
humano, vou em marcha, danças, preces
para o grande carnaval.

Soldado, penitente, poeta, a paz e a guerra,
a vida e a morte me aguardem
num atômico funeral.

Acabará a espécie humana sobre a Terra?
Não.
Hão de sobrar um novo Adão e Eva
a refazer o amor,
e dois irmãos: - Caim e Abel
a reinventar a guerra."

Este post faz parte da blogagem coletiva chamada pelo Lino: e chamar ou pedir a Paz nunca é demais. A gente tenta, faz, escreve, conclama, merece, chama e não desfaz: Quero PAZ!

E espero que os versos (bem escritos) que transcrevo fiquem para trás.

beijos e bom fim de semana a todos.


Tina

Wednesday, October 31, 2007

Dia das Bruxas?

Wednesday, October 31, 2007 11


Hoje é Halloween ( na América do Norte e em alguns países da Europa) - Dia das Bruxas no Brasil também. Tradição irlandesa que foi levada para a América do Norte onde ganhou maior dimensão. Eles são especialistas nessa arte. "Trick or Treat ? "- Você decide.




Mas tudo poderia "passar batido" se não nos lembrássemos que Indira Gandhi foi assassinada por membros de sua própria guarda pessoal no dia de hoje, há 23 anos . Grande estadista. Mulher.



E é o dia em que nasceu Drummond: que escrevia pouco dizendo muito. Grande poeta e escritor. Homem. O melhor.

Bruxas? Existem, e só comprovam a beleza e a magia do dia. Preciso dizer mais?

beijos,

Tina

ET: Não se esqueçam que amanhã tem blogagem coletiva sobre a Paz, chamada pelo Lino. Vamos participar.

* Fotos da Net.

Monday, October 29, 2007

Sem ... saudade.

Monday, October 29, 2007 21

"Se avançares, morres. Se recuares, morres.
Então por que recuar ?

(Proverbio chinês)


Hoje estou assim, melhor não falar.

Sentir? Sinto. Muito.


beijos e boa semana,

Tina

Friday, October 26, 2007

Pasta

Friday, October 26, 2007 20

Pasta ou macarrão - não importa o nome - é bom de qualquer jeito. É o que os ingleses chamam se "comfort food", algo como "comida reconfortante , que desce bem" - alimento que alivia a ansiedade, faz a gente se sentir bem. De verdade. O macarrão tem esta qualidade também.

E como ontem foi o Dia do Macarrão eu, como amante da boa mesa e do cozinhar também, (apesar de ter pouco tempo) deixo aqui uma receita que gosto muito, pois além de rápida é prática, perfumada e muito saborosa.



SPAGHETTI AL POMODORO E BASILICO


300 grs de spaghetti

10 tomates-cereja

15 folhas de manjericão fresco

1 colher de sopa de alho frito

2 colheres de sopa de azeite


Modo de fazer:

Cozinhe o spaghetti com sal e reserve.

Em uma frigideira grande coloque o azeite e em seguida o alho (de preferencia já frito - fica mais saboroso) tomando cuidado para não queimar. Despeje o spaghetti , mexa bem e quando estiver bem misturado, acrescente os tomates cortados ao meio e as folhas de manjericão. Tempere com sal e pimenta à gosto e sirva imediatamente com queijo parmesão ralado.

É um prato que não necessita acompanhamento, mas se quiser "reforçar" (rs) sirva com carne assada ou filet à milanesa. Fica perfeito.


Esse é o meu spaghetti! (as fotos acima são na Net, naturalmente...rs)

Espero que gostem e já que hoje é sexta feira, por que não aproveitar o fim de semana para experimentar? Essa eu garanto - e aqui em casa nunca sobra! rs

beijos e bom fim de semana,

Tina

PS: Não posso sair sem dizer que hoje meu lindinho faz 1 mês!!! E eu aqui. Longe.

Wednesday, October 24, 2007

Divagando...

Wednesday, October 24, 2007 16

" No prazer físico o medo da enfermidade;
na posição social encontra-se o medo de cair ou ficar relegado;
na riqueza o medo dos inimigos;
no poder o medo dos adversários;
na beleza o medo da velhice;
na erudição o medo dos opositores;
na virtude moral o medo dos aduladores e,
no corpo o medo da morte.
Associam-se ao medo todas as coisas deste mundo.
Só a renúncia nos confere o - sem medo -. "

(Lao-tsé)


Medo: eu já tive mais, menos, hoje creio ter mais novamente. (In)felizmente. Maiores e menores. O passar dos anos alivia alguns, aumenta outros, apaga diversos. Mas não os faz desaparecer. E se o fizer, deixamos de viver, de querer, de preocupar e sem isso não dá para continuar. Viver é cuidar.


Esse post foi inspirado numa pergunta do amigo Lino, que por sinal nos convida para uma Blogagem Coletiva no próximo dia 1 de novembro sobre a Paz. Participe, junte-se a nós. A paz é a maior causa. Sempre será.


beijos,

Tina

Monday, October 22, 2007

Saber envelhecer

Monday, October 22, 2007 22
" O tempo é um ponto de vista. Velho é quem é um dia mais velho que a gente..."

M.Quintana


"O que é ser jovem? Ser jovem é sentir-se bonito, atraente, sem rugas, com carinha de 30 apesar de ter 60 anos?

É contar para os amigos que namora uma pessoa 20 / 30 anos mais nova ? Que dança a noite toda ? Que ainda transa ? Curte noitadas ? Tem o mesmo ritmo de quando era jovem ? Que tem 60, mas cabeça de 30 ?

Acho que não. Devemos pensar de forma diferente. Ser jovem, pode ser saber envelhecer. Aí é que está a diferença. A cabeça amadurece, mas não envelhece.

Ela acompanha todo um processo de vida, de envelhecimento, mas aceita que já não é mais aquela pessoa com aquele pique de 20 anos. Não nega que a idade chegou, frequenta grupos da sua idade, sem que isso a obrigue a afastar-se de outras faixas etárias. Mas não frequenta só outras faixas etárias.

Aceita as mudanças ocorridas com a chegada da idade: mudança de papéis, mudança corporal (aqueles quilinhos a mais...), aquelas marcas do tempo que ficam na expressão, que vemos como tempo vivido e não como algo que deva ser tirado porque é feio.

Ser jovem é saber dar valor pelo que já viveu e o que passou para chegar aonde chegou. É entender o seu tempo atualizando-se, mas sem ridicularizar-se.

É manter-se ativo, ser agente, é também saber aceitar as limitações que o tempo impõe. É saber se vestir de acordo e ter vaidade sim, mas não neuroses como muitos jovens e adolescentes hoje em dia tem.

É entender que envelhecer é um presente, ficar velho é opção, e que não depende de idade para SER velho. Muitos jovens SÃO velhos: velhos de humor, de espírito, como pessoa, de pensamentos, chatos, ranzinzas até. Muitos VELHOS são jovens, de bom humor, pensamentos positivos, ótimos." (Texto de C.Fogaça - adaptado)

Poucas pessoas têm o dom de saber ser jovem. Espero me incluir nestes poucos. E você ?


beijos e boa semana.

Tina

Friday, October 19, 2007

Divagando

Friday, October 19, 2007 19

" Foi preciso esperar até o começo do Séc. XX para se presenciar um espetáculo incrível: o da peculiaríssima brutalidade e agressiva estupidez com que se comporta um homem
quando sabe muito de uma coisa e ignora radicalmente todas as demais."

Ortega (1883 - 1955)


Tem gente que sabe o que diz, independente da época em que viveu. Para pensar, não?

beijos e bom fim de semana!

Tina

Tuesday, October 16, 2007

De volta...

Tuesday, October 16, 2007 22
"Estou de volta pro meu aconchego,
trazendo na mala um" milhão" de saudade..."

Acho que nunca um verso de uma música (modificado) me caiu tão bem. Mas é realidade nua e crua. É muito bom estar de volta, mas tão difícil deixar aquele pedacinho de vida tão querida lá no outro hemisfério e tendo a real certeza de que deixo de "viver" muitos, diversos, lindos e queridos momentos dessa nova vidinha que ele (eu?) está vivendo... Muito, muito difícil. Doído. Não dá para dimensionar o quanto, não dá mesmo: tem que sentir.

Pelo menos, ao voltar encontro o país menos "sujo", politicamente falando. Um ponto a meu (nosso) favor, se pensarmos nas histórias que ainda terei que contar ao meu neto... Menos mal.

Hoje não dá para falar muito, mas aproveito para agradecer à Luma pelo doce carinho na referência feita à mim na mensagem do Dia das Crianças: obrigada querida, fiquei muito lisonjeada com a menção. Você consegue.

Eu? Hummmmm , vou me recompor aos poucos, tenham certeza. E isso será tarefa nada fácil. Não dessa vez. Mas chego lá. (ou seria volto prá l
á = solução perfeita)? rs

beijos e boa semana a todos,

Tina

PS: Mais uma vez obrigada pelo carinho nas mensagens deixadas. Visitarei a todos na medida do possível.

Thursday, October 11, 2007

Diario de bordo

Thursday, October 11, 2007 16
Rosa (muito perfumada) do jardim daqui


Relatando acontecimentos "inusitados" nas ultimas semanas, afinal o dia-a-dia todos ja sabem.

Durante este tempo em terras da rainha, (re) vivi experiencias que ha' muito nao vivia, senao vejamos:



- Pendurar roupa no varal "no quintal",

* beijar meu neto;

- Podar roseira,

* banhar meu neto;

- Regar o jardim e as flores,

* ninar meu neto;

- Ver o orvalho nas folhas pela manha,

* trocar fralda do meu neto;

- e muito, muito mais que depois conto.


PS: Nao posso voltar sem antes dizer que:


- Curtir minha filha e partilhar do cotidiano dela (agora mae) bem como ver meu neto nascer perfeito e saudavel e ai acima usando roupinha feita por mim foi o que de melhor aconteceu : nao tem preco!

E mesmo assim tenho que voltar: deixando minhas vidas por aqui e meu coracao tambem. Estou no ar sem respirar.

So' sinto.


beijos e bom feriado a todos.


Tina

Tuesday, October 09, 2007

Tentacoes...

Tuesday, October 09, 2007 22

"A única maneira de nos livrarmos de uma tentação é cedermos`a ela. Se lhe resistirmos, a nossa alma adoece com o anseio das coisas que se proibiu, com o desejo daquilo que as suas monstruosas leis tornaram monstruoso e ilegal. " O.Wilde


Fondue de chocolate Godiva


Tudo em liquidacao...


Tem algumas que sao alegria dos olhos, do estomago, enchem a boca de saliva. Outras emagrecem o bolso mas fazem bem ao ego, segundo dizem.

Irresistivel...

Para mim atualmente essa maozinha segurando a minha e' a tentacao mais dificil de resistir: e eu tenho uma vontade danada de seguir o conselho de O.Wilde...


beijos,

Tina

 
luzdeluma st © Code is Pocket