Friday, September 29, 2006

Divagando...

Friday, September 29, 2006 21
"Quando se ama, tamanho é o amor, que não cabe em nós: irradia para a pessoa amada, onde topa com uma superfície que lhe corta a passagem e o faz voltar para o ponto de partida; é essa ternura que nos devolve o choque, ternura que é nossa, e isso é o que chamamos de sentimento do outro, e nos agrada o nosso amor quando vem do que quando vai, porque não notamos que procede de nós mesmos."

Proust (tradução de Mário Quintana)




Não se esqueça:

Bom fim de semana!

beijos,

Tina


Wednesday, September 27, 2006

Dona JÚ

Wednesday, September 27, 2006 22

E eis que passo na frente da TV ontem , e vejo seguinte depoimento:


- Dona Judith (ou - como ela se denomina agora) -, uma "senhorinha de 76 anos" que escolheu VIVER. Isso mesmo: há 5 anos ela resolveu começar a viver.

Conta que foi casada durante 51 anos (isso é tempo!) com um marido extremamente bom, (obra do destino) e ciumento - ela não podia ir visitar nem a vizinha , ele ia lá chamá-la depois de 10 minutos , e ela voltava para casa, - e ela disse aceitar isso em nome da boa convivência, fazia o que fosse necessário para evitar uma briga, enfim: ela escolheu SER FELIZ ao invés de TER RAZÃO! (filosofia de relacionamento - cada um escolhe a sua).

Mas o marido dela se foi, há 5 anos atrás... e como diz o ditado, viúvo é quem morre, a Dona Jú - depois do tempo de luto - simplesmente resolveu VIVER, quando todos os filhos, parentes e conhecidos achavam que ela ia se deixar morrer.

Nada disso: ela foi à luta, (nada material), ao contrário, foi à luta em busca dos sonhos, de todas as grandes e pequenas coisas que ela havia "deixado de lado" enquanto casada, enquanto dependente, enquanto viveu o "você-é-minha-mulher-e-aqui-mando-eu" no século passado.

Essa senhorinha, na época com 71 anos, reagiu: mudou o cabelo, fez tatuagem no colo e nos braços, colocou piercing na sombrancelha (e na lingua, acreditem!), conheceu motoqueiros e andou de moto, foi para as "baladas da idade dela", mandou ver, arrasou, viveu, bebeu, curtiu tudo, todas... E está muito feliz. Diz que só vai morrer quando o cartão dela vencer.

Embora eu pessoalmente não concorde com algumas das escolhas dela (piercing? tatuagem? entre outras - não concordo, mas respeito) eu consegui ver nela um exemplo de realização: vi alguém que se reprimiu durante uma vida inteira praticamente, mas que NUNCA desistiu: quando a chance chegou, (outra obra do destino) ela foi atrás da vida, do sonho, foi viver e fazer o sempre quiz. Isso vale tudo! Vale mesmo.

Esta história não é criação minha, garanto. Dona Jú existe, está aí, e nos mostra que não devemos desistir jamais: sempre é tempo, sempre é hora, sempre.

Exemplos, pessoas, vidas, casos que nos são mostrados... ao acaso.

E como hoje é Dia do Idoso, um beijo para Dona Jú.

beijos,

Tina

Monday, September 25, 2006

Ética

Monday, September 25, 2006 18

Blogagem coletiva by Laura
Tema: Ética

..."fingir ignorar o que se sabe e saber o que se ignora, entender o que não se compreende e não escutar o que se ouve; sobretudo, poder acima de suas forças; ter frequentemente como grande segredo o esconder que não se tem segredos; fechar-se num quarto a conspirar, e parecer profundo quando se é apenas, como se diz, oco e superficial; desempenhar bem ou mal um papel; espalhar espiões e pagar pensões a traidores; amolecer sinetes, interceptar cartas e procurar enobrecer a probreza dos meios pela importância dos objetivos: eis toda a política, ou então ?..."


Trecho de "Palavras de Figaro" de Beuamarchais


Vocês concordam que esse texto (descontando-se alguns termos, naturalmente) é bem atual? Pois é, foi escrito no século XVIII (o autor faleceu em 1799), e aí? Era um visionário? Não, apenas alguém bem informado. Sempre a mesma coisa... não está na hora de mudar? Depende de nós!

Na minha opinião, infelizmente política e ética não andam juntas (salvo raríssimas exceções). E não é só aqui, com certeza. Não gosto muito de falar / escrever sobre esse assunto, sinceramente.

Procure, informe-se, pesquise, meios não faltam.

Voto consciente é uma necessidade, afinal é a única arma que temos nas mãos para nos defender!

Vocês encontram a lista dos participantes dessa blogagem aqui.


beijos,


Tina

Saturday, September 23, 2006

Pai, é Primavera...

Saturday, September 23, 2006 10

Sim pai, é primavera!
Chegando hoje, cheia de cores, de flores, de luz, de beleza no ar...
Chegou a primavera, aqui, lá, acolá... no coração do hemisfério sul .
Chegou como sempre pai: linda, florescente, viva, suave nascente.
Chegou, pai!
A primavera das flores, da vida renascendo,
Flores lindas, pai.
Flores que gosto tanto...
Flores do campo, multicoloridas.
Flores de vida, flores da sua Tina!
Chegou a primavera, pai!

E você não viu...

Você se foi, na chegada da primavera,
suavemente, meu herói, meu pai...
Foi. Para não voltar, foi para sempre.
E junto com você , meu referencial.


Você se foi, justamente quando as flores nasciam...
Mas partiu me deixando uma certeza:

- Você seguiu para um novo florescer;
e naquele dia vinte e três, você só se mudou,

- indo morar em algum lugar infinitamente melhor.

Onde? Não sei. Ninguém sabe.



Pai, você não viu a primavera de 2004. Nem eu. Não teve primavera sem você.
É primavera de novo. Primavera simplesmente, e sinto tanta saudade. Te amando como sempre.

Recomeçar... eu vou. Sei que você ia querer assim.


2 anos é pouco tempo para digerir... e um infinito para viver sem.

beijos,

Tina

Wednesday, September 20, 2006

Amizade

Wednesday, September 20, 2006 12

Ontem:

Revi amigos,

Dei beijos,

Recebi abraços,


beijos e presente até.

Senti o calor,

Recebi carinho,

Dividi saudade.

Ganhei o dia, esqueci a dor...


Fui visitar o local onde fiz um trabalho de tradução durante 10 meses, (ficava baseada lá, o contato era diário) e mesmo parecendo ser pouco tempo, foi muito curtido, fiz amigos queridos, pessoas jovens que nunca se importaram com a diferença de idade , sempre me trataram de igual para igual. Obrigada à vocês, meus queridos, a vida com vocês é muito melhor.
Tem momentos nesta vida que realmente não têm preço... esse foi um deles.


beijos,

Tina

A dor

imagem:desconheço autoria



Por que será que o ser humano sofre de:

- Dor no corpo,

- Dor na vida,

- Dor de cabeça,

- Dor na coluna,

- Dor no peito,

- Dor de amor e

- Dor desamor,

- Dor de falta,

- Dor de excesso.

- Dor física, ou

- Dor psíquica?

- Dor mente ?

- Dor , de verdade...

- Dor só, simplesmente.


Dor é assim, não se explica. Sente-se.

Hoje sinto, todas.

Só não me sinto só hoje... ela me faz companhia.



beijos,

Tina

Sunday, September 17, 2006

Um dia perfeito

Sunday, September 17, 2006 19


Tem coisa mais gostosa que ficar em casa à tarde, num domingo de inverno, os dois abraçados no sofá? E mesmo que tenha futebol na tv... (não dá prá ter tudo né?)

Era assim que eles tinham planejado passar aquele domingo de julho: caminhar, conversar, cozinhar, ver tv, se amar, descansar...em resumo: um dia perfeito!

Depois de uma caminhada matinal para soltar o corpo e falar das coisas da vida, - eles estavam há pouco tempo neste relacionamento - e este era um bom momento para se conhecerem melhor, curtir melhor a delícia do que ambos estavam vivendo, voltam para casa dele, um bom banho, muito carinho, e lá se vão os dois para a cozinha preparar uma comidinha básica: bife à milanesa preparado por ele , spaguetti ao sugo e uma salada verde preparados por ela.

Depois do almoço, aconchegados no sofá, bem quentinhos os dois, um friozinho delicioso lá fora... Ela só quer curtir o momento, ele também quer com certeza... mas ai vem o futebol do Palmeiras... sempre presente ! Não tem discussão: a cada 15 minutos muda-se de canal, de posição no sofá, um beijo aqui, um comentário ali, e tudo bem: o dia estava ganho, domingo perfeito!

Teria sido, se quase no final da tarde a campanhia não tivesse tocado trazendo a surpresa: um lindo e enorme bouquet de flores – para quem? Para ele ! - que jura que foi ela mesma quem mandou, afinal ela já havia feito isso antes (e ele tinha adorado). No momento, ela só observa.

Porque desta vez... ela não havia mandado nada, sabia, e esperava a reação que ele teria ao ler o cartão, que ele ainda rindo, abriu, leu e constatou que não tinha sido ela... Tem gente que tem um “timming” de fazer inveja! Mesmo depois das desculpas, das risadas "amarelas" frente a situação saia justa, ficou a dúvida... e o domingo perfeito acabou!

E.T.: As flores foram mandadas por uma “ex” dele, sem criatividade, copiando algo que ela tinha feito com sucesso tempos atrás. Não deu em NADA... só acabou com o domingo perfeito... O fato é real. Conheço ela.

beijos,

Tina

Friday, September 15, 2006

Filmes

Friday, September 15, 2006 15
Post comunitário by Micha

Tema: Filmes

Qual é o filme que você mais gosta e por quê? Qual foi o impacto dele na sua vida? Qual o seu ator/atriz favorito(a) e por que você se identifica tanto com ele(a)?

Não dá para citar apenas UM, mas prometo resumir em três, e aí fica todo mundo feliz. Eu sou uma romântica incurável, meus prediletos sempre serão "filmes de paixão" como eu costumo dizer (e ainda tenho que aguentar as brincadeiras das filhas, pode?) portanto, se você também é assim, assista à estas indicações e não esqueça da caixa de lenços, pois nem sempre o final é " o feliz" que a gente espera.

Pássaros Feridos - (The Thornbirds ) - 1983


O relacionamento de um padre e uma rica fazendeira australiana, que sente um amor não-correspondido por ele (vejam o filme para garantir se era ou não correspondido...) . Com Richard Chamberlain e Rachel Ward. É meio longo, mas vale .



Loucos de Paixão - (White Palace) - 1990


Um executivo e uma balconista de lanchonete, ambos marcados por mortes recentes, se apaixonam perdidamente, numa daquelas típicas histórias de amor impossível. Com Susan Sarandon (maravilhosamente vulgar) e James Spader (maravilhosamente executivo-lindo-dos-sonhos). Vale conferir.







Paixões Violentas - (Against all odds) - 1990

Lindíssima fotografia, (apesar de ser meio violento mesmo,) mas tem uma história de amor linda de viver, sem contar que nele contracenam Jeff Bridges (está de dar água na boca) e James Woods ( fazendo papel de mau - uma delícia - ) e coincidentemente a Rachel Ward de novo (já que ela não fez muito cinema). Passa-se num lugar paradisíaco no México. Assistam.


Espero que gostem, eu adorei. Os filmes marcaram simplesmente porquê são filmes de paixão, e eu teria uma lista enorme para postar, adoro Robert De Niro, Clint Eastwood, Omar Sharif, etc, etc... mas acho melhor poupar vocês e ir ver as outras indicações. Você encontra os participantes desta postagem aqui.

Update: Eu adicionei mais um filme (não resisti) e apesar de chamar a foto, não consigo que ela seja publicada. Tem algum truque? Se alguém souber, por favor me diga como fazer, agradeço.

Beijos e bom fim de semana!

Tina

Divagando...


imagem


"Existem coisas que só a inteligência é capaz de procurar, mas que por ela mesma, não encontrará jamais. Essas coisas, só o instinto as encontraria, ele porém não as buscará jamais."

Bergson (1859-1941)


Bom fim de semana!

beijos,

Tina

Wednesday, September 13, 2006

Calor

Wednesday, September 13, 2006 14


Vocês podem me achar estranha, mas eu DETESTO CALOR! Não existe coisa mais irritante do que sentir calor no meu entender, sério mesmo.

O calor muda o humor das pessoas, ficam mais nervosas, irritadiças (no trânsito então, nem se fala!) ficam suadas, brilhando, pegando, argh!

Não dá para aguentar: temos míseros 3 meses de "inverno" no país, contra 9 meses de calor que começam a partir de agora e ontem, em pleno inverno, fez 32C na capital! Falta de respeito com as estações do ano, não acham?

Tá certo: o sol faz bem, é fonte de energia, tem raios com diversas letras do alfabeto, vitaminas, nascendo é lindo, se pondo é melhor ainda, é poético, doura corpos sarados (e os não sarados também)é estrela de 5 grandeza, para alguns se chama RA, mas gera CALOR, e eu não gosto.

Gosto sim, de caminhar na orla bem cedinho, de temperaturas que não passem dos 20C, de sentir a brisa num fim de tarde, de sentar à sombra. Calor não é comigo! E pensar que passei a adolescência no Rio de Janeiro... Na próxima encarnação quero nascer na Finlândia ou quem sabe na Noruega. País tropical, sem chance, eu passo.

beijos,

Tina

Tuesday, September 12, 2006

Sentir...

Tuesday, September 12, 2006 1


Calor e dor...

Rima pior que

Amor e dor?

seria?

Só sou...

dor sem amor?

Eu ainda...

Procuro.

Espero, até quando?

Sem fulgor...

Sem nada, apenas:

Com dor...e calor,

sem amor, ainda

espero...



Eu espero, espero até talvez, até o dia...Eterna espera...


beijos,

Tina

Saturday, September 09, 2006

9/11 - Dúvidas

Saturday, September 09, 2006 15

Oi pessoal!

Andei lendo novamente sobre o 11 de setembro ( e tem material, como tem…) e achei esses dados muito interessantes sobre a "total falta de evidências " que comprovem os fatos abaixo, por isso resolvi dividir com vocês:

Você sabia que :

". Não há nenhuma evidência de que os pretensos seqüestradores estavam nos vôos destinados, e nem evidência substancial de que estivessem implicados?

· Nenhum vídeo dos 19 seqüestradores em algum dos aeroportos que originaram os quatro vôos foi publicado, exceto um vídeo alegadamente mostrando os seqüestradores do Vôo 77 ? ·

. Nenhum dos nomes dos pretensos seqüestradores apareceu nas listas de passageiros das linhas aéreas?

· Pelo menos seis dos pretensos seqüestradores apareceram vivos desde o ataque?

· Nenhuma das quatro tripulações de vôo comunicou ao Controle de Tráfego Aéreo Americano sobre o sequestro que estava ocorrendo?

· Nenhuma das quatro tripulações de vôo mandou o código de quatro dígitos que indica sequestro?

· Não há nenhuma evidência pública indicando que os restos mortais de algum dos seqüestradores foi identificado nos locais onde ocorreram os choques/ataques?

· O conteúdo das caixas pretas dos 4 aviões nunca foram publicados? · Os únicos 4-1/2 minutos da chamada telefônica do vôo que foram publicados descrevem um ataque, mas não fornecem nenhum detalhe indicando que os seqüestradores árabes estavam a bordo?

. O êxito com o qual os seqüestradores alegadamente assumiram os quatro jatos com facas e logo pilotaram os mesmos em direção aos objetivos foi simplesmente miraculoso?

· Nenhuma das quatro tripulações de vôo foi capaz de parar os pretensos seqüestradores, apesar de vários deles , pilotos /co-pilotos serem veteranos do Vietnam?

· Nenhum dos pretensos seqüestradores era bom piloto (segundo as escolas de pilotagem americanas) ?

. Foi publicado um relatório oficial do Governo Americano desmentindo estas e outras "dúvidas"?

Tradução livre, texto adaptado daqui.


Perguntas e/ou dúvidas no ar, como sempre. Respostas - será que teremos ?

"WTC - Twin Towers" , eu vi . Não veremos mais, nunca mais. Foi criada uma "divisão" - antes e depois do 11 de setembro -, isso é certo. Acho que nada mais será como antes, nada...

beijos ,

Tina

PS: Imagem arquivo pessoal. Esta sou eu LÁ dentro em maio de 91. Ainda procuro quem bateu essa foto minha, pode?...rs

Friday, September 08, 2006

Infância

Friday, September 08, 2006 4

Bons tempos, de verdade: tempos de infância, de despreocupação, de vida vivida, curtida, apenas sendo ... e com muito tempo para sonhar os sonhos de amanhã...

beijos,

Tina

Thursday, September 07, 2006

Reflexões

Thursday, September 07, 2006 9


" A compaixão é frequentemente um sentimento de nossos males nos males dos outros. É uma hábil antevisão dos infortúnios em que podemos cair. Damos auxílio aos outros para levá-los a nos dar outro tanto em ocasiões semelhantes; e os serviços que lhes prestamos são, para dizer a verdade, bens que fazemos a nós mesmos de antemão."

La Rochefoucauld


"Toda ambição é legítima, salvo aquelas que se erguem sobre as misérias e as crendices da humanidade."

J.Conrad


"É tão natural destruir o que não se pode possuir, negar o que não se compreender, insultar o que se inveja!"

Balzac

Para agitar os nossos neurônios no feriadão...


beijos,



Tina

Tuesday, September 05, 2006

Lady Di

Tuesday, September 05, 2006 14

"Diana Frances Spencer, a princesa Diana ou Lady Di, conheceu Charles em uma festa em Sandrigham, em janeiro de 1979. A pretendente "favorita" era Sarah, sua irmã mais velha, mas Charles se encantou com a alegria da caçula da família Spencer. Na época, ele estava com 30 anos e ela com 18 anos. Como havia acabado de herdar dinheiro e título de lady depois da morte do avô, Diana morava um apartamento no bairro de Earl’s Court, comprado por ela mesma, e trabalhava como professora.

Nascida em 1º de julho de 1961 em Park House, Sandrigham, Diana, a terceira filha do visconde e da viscondessa Althorp, sofreu muito quando os seus pais se divorciaram. Para a garotinha, foi um trauma que marcaria sua vida. Diana ia à escola Silfield, em King’s Lynn e, 18 meses depois do divórcio dos pais, foi mandada para uma escola preparatória.

O casamento, no dia 29 de julho de 1981, foi um perfeito conto de fadas. Uma união feita no céu e selada em perfeito esplendor diante da congregação da catedral de São Paulo, em Londres.Para muitos, essa foi uma união que nunca deveria ter acontecido. Desde o início, o fantasma vivo de Camilla Parker-Bowles, a ex-namorada do príncipe Charles, rivalizava com Diana.

Conhecida por sua beleza e bondade, Diana teve um casamento tumultuado. Além de sofrer por não ter um bom relacionamento com o marido e a família real, ela também sofria de bulimia .

Inúmeras biografias sobre a sua vida sofrida contam ainda que ela tentou o suicídio por várias vezes. Mãe de William e Harry, a princesa morreu em 31 de agosto de 1997 em um acidente de carro em um túnel de Paris. Ela estava acompanhada do produtor egípcio Dodi al Fayed, seu namorado na ocasião. Os dois estavam fugindo de fotógrafos." Fonte: UOL (texto adaptado)


E lá se vão 9 anos. Ela era linda, meiga, humana. Poderia ter tido tudo que quisesse, mas não teve algo que considero fundamental: paz de espírito, sossego, amor. Morreu fugindo, perseguida, quase que numa tocaia.

Não era esse o "final (in)feliz" que eu esperava para esta Princesa de conto de fadas, não era mesmo.



beijos,

Tina

Sunday, September 03, 2006

Como saber ?

Sunday, September 03, 2006 8
Eu realmente "fui à luta" nesta vida, pode crer: já vivi, caí, levantei, quebrei a cara, trabalhei, dei, recebi, sofri, casei, amei, parí, sonhei, criei filhos, desesperei, enfrentei, pedi, recebi, larguei, viajei, dei a volta por cima, corri atrás de sonhos, separei - voltei, sustentei família, mudei, e mudei infinitas vezes: mudei de casa, de emprego, de homem, de vida, - e ainda estou aqui, ainda na dúvida, ainda esperando uma resposta para a eterna pergunta: "como será o amanhã? "contar com quem?" ou até mesmo: "conseguirei desta vez?"
Tenho receio... sempre contei comigo, apenas comigo e mais ninguém... Marido, filhos são para /do mundo.

Fico me perguntando: será que agi certo? Se tivesse uma segunda chance, será que faria tudo de novo? Não sei, ou melhor, sei apenas de uma coisa, tenho uma certeza apenas: EU sairia da casa da minha mãe (como saí) com 18 anos, e mudaria de cidade (como mudei) e começaria a minha vida, como fiz há "trocentos" anos atrás... e aí, eu acho que tudo iria (re)começar...

É... eu faria tudo de novo... a gente tem que viver para saber... e ser... e eu sou assim: não desisto, ponto final!

beijos,

Tina

Saturday, September 02, 2006

Hoje eu queria...

Saturday, September 02, 2006 7
Pessoas queridas!

Estou cansada, estressada, chateada, saudosa, triste... estou tudo e nada ... o que eu queria mesmo esse fim de semana era (é...): Imagens falam...



imagens

E ganhar na Megasena mais tarde, naturalmente... Estou querendo muito?

Kisses,

Tina


 
luzdeluma st © Code is Pocket