Monday, December 19, 2016

Natal chegou?

Monday, December 19, 2016 1



E então é Natal de novo! Eu sempre gostei tanto desse tempo. Pouco pude curtir. Verdade.

Meus "natais"  enquanto criança eram tão tristes: faltava família, faltava meu pai que já nos havia deixado muitos Natais atrás, faltavam avós, avôs, primos, tias, tios... faltava gente, faltava família.

Eu sempre tive ( e ainda ) tenho a ideia de Natal-Reunião-Família , consegui estar com minha filha e meus netos por alguns anos, mas a Família não estava reunida. Faltava alguém, como sempre.



E meus Natais continuam sem muita alegria. De novo. Ano passado, ano retrasado e outros passados, eu estava com minha filha e com meus netos. Em Londres. 10.000 Kms daqui. Feliz.

Este ano estou aqui, perto de filha que mora perto de mim , mas longe ao mesmo tempo. Gênios e horários que não combinam. Uma pena, de verdade.

Mas creio que outros Natais virão e um dia serei capaz de reunir minhas 2 filhas, meus 2 genros e  meus 4 netos ao redor de uma mesa e celebrar um Natal mais de Feliz. Amém!

Feliz Natal a todos !

Deus abençoe todos vocês. Hoje e sempre.

beijos,

Tina 




Monday, December 12, 2016

Crime & Castigo.

Monday, December 12, 2016 0
Imagem da Net

Larissa era uma menina  pequena, quase bonitinha. Vivia com a mãe e os irmãos somente. O pai já os havia abandonado há tempos e Larissa, apesar dos irmãos e da mãe, se sentia sozinha. Sentia saudade do pai que quase nunca aparecia.

Um belo dia Larissa vai com sua mãe e irmãos fazer compras. Eles deveriam ter uns 4 ou 5 anos. Os tempos eram difíceis, pouca comida, pouco dinheiro, com certeza. Era sábado.

A mãe deles passava por muitas provações àquela época, todos na vizinhança sabiam. Não deve haver nada pior do que ver seus filhos passarem fome, necessidade, vontade.

E a mãe entra em um mercado para comprar alguma coisa para fazer um mínimo jantar para os filhos, ela não tinha muito dinheiro, mas seria suficiente para alimentá-los aquela noite.

A mãe compra o necessário com o pouco que tem. Larissa está do lado de fora da loja e vê uma banca cheia de doces, balas, guloseimas. Do alto dos seus 5 anos ela não "resiste" e pega uma bala, uma simples bala do balcão. Esconde entre as mãozinhas. Uma bala.

A família está saindo do mercado, com a pouca compra paga, certo ?  Não.

O dono do mercado olha para a mãe e pergunta : a Sra não vai pagar a bala que a menina pegou ?

A mãe olha espantada para menina Larissa não acreditando no que ouviu e abre a mão dela, vê a bala e devolve ao dono do mercado. Pede desculpa pelo ocorrido. E se vão.

Conclusão:

- A menina Larissa não comeu /chupou a bala;

- Quando chegaram em casa a menina Larissa jurou para mãe que se arrependeu do feito;

- A menina Larissa teve a mão direita queimada pela mãe na chama do fogão para "aprender a não roubar"!
Imagem da Net

- Roubar ? Com 5 anos ?

- A menina Larissa nunca se esqueceu disso;

- A menina Larissa ficou muito triste;

- A mão da menina Larissa não ficou com cicatriz;
            (a cicatriz ficou na alma, com certeza)

- A menina Larissa nunca mais comeu /chupou balas;

- A menina Larissa cresceu sem pai, sem balas, sem infância.



 .x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.
(Obra de ficção / texto by Tina)


A vida tem dessas coisas: pensem antes de agir.  

Tenham cuidado com seus filhos, ações marcam e não tem volta. Não mesmo.

Eu sei que é época de Natal, mas me respondam:

"Foi justo o castigo para tal crime ?"


Pensar e repensar, sempre. Repensar 1000 vezes, sempre. Vale.


Boa semana a todos,

Tina

Xtmas Tree ! É Natal.

Imagem da Net

Melhor tempo do ano. Se estivesse com minhas 2 filhas e meus 4 netos a meu lado, seria perfeição.

Desta vez não vai dar.  Time will tell.  Ano que vem, talvez.

Importante é estar por aqui.


Natal chegando. The most wonderful time of the year !
Saudade da minha família que vive longe.

Boa semana a todos.


beijos,

Tina

Monday, December 05, 2016

Doação . É tempo.

Monday, December 05, 2016 0


Eu andava pedindo para 2016 terminar, confesso. Esse ano - apesar de ser ano de meu número de sorte e por ter trazido minha 4a netinha linda - também me trouxe perdas, com certeza. Mas hoje a vida e 2016 me deram alegria - em dobro !

Eu sei bem que doar significa dar - sem esperar retorno. Doar.

Vi e abracei hoje 2 pessoas queridas, 2 pessoas guerreiras que não desistiram em nenhum momento da luta, apesar de todos os percalços, de toda dor, de todas as cicatrizes, de todas as dificuldades: Eles venceram ! Abracei os 2 !

Minha amiga C. não doou órgão algum. O que ela fez foi doar seu tempo e sua dedicação ao seu pai que passou por cirurgia invasiva e que precisou e ainda precisa dos cuidados dela. Dedicação total.

Minha filha postiça P. doou parte do fígado para a mãe dela. Doou parte dela, sem se importar com a cicatriz . Amor - simples assim. E deu tudo certo.

Existe vida e luz no fim do túnel. Ambas estão bem, Deus é Pai. Dedicação total.

Deus te abençoe Paula, minha querida e à sua mãe também. Já deu certo, viu ? Te amo menina!

Deus te abençoe Sr. Walther  ( Deus te abençoe minha querida amiga Carmen - saúde a seu pai muito querido da gente).

Minhas preces foram ouvidas, vocês estão bem. Amo vocês.

Ganhei a semana, ganhei o mês, ganhei. 2016 tem chance.

Boa semana a todos.

beijos,

Tina 

Monday, November 21, 2016

Natal chegando.

Monday, November 21, 2016 2
E um dia, quando você menos espera:
 Chegou Natal. Natal. Só TUDO isso.
 Só.

E agora começa a melhor época do ano (?)  Quer a gente queira ou não acabamos por ver pessoas nas ruas, nos Shoppings, nas avenidas da cidade com aquele sorriso e algumas sacolas. Com aquele sorriso e algumas preocupações com o valor gasto no cartão de crédito. Com aquele sorriso e aquela certeza de que o Natal será lindo e que dias melhores virão.


Boa semana a todos.


beijos,

Tina

Monday, November 14, 2016

Blogar com Luma.

Monday, November 14, 2016 1
Head do Blog  luzdeluma.blogspot.com


Desde que comecei a blogar (existe esse verbo?)  e lá se vão mais de 10 anos, eu tinha um "norte" de verdade, eu me espelhava  - sem nunca chegar perto - de uma blogueira linda, querida, inteligente e muito gente. Seu nome é Luma Rosa.

Ela sempre ajudava, dava dicas, refazia nossos sites, nunca cobrava nada. Puro e simples prazer de ajudar. Linda, doce e sempre querida Luz de Luma.

E a cada dia / semana nos iluminava com seus posts cheios de sabedoria e de questões para nos fazer pensar, discutir, conversar e trocar ideias.

Sim, ela mesma , minha querida Luma e assim seu nome é descrito na Net:

"Luma: Significa "lua", supondo que é uma variação do nome Luna, palavra latina com esse significado. Também pode significa "brilhante", em Esperanto, ou "caneta", em Basco.
A origem do nome Luma é muito incerta, mas acredita-se que é uma variação do nome Luna, com origem no latim. Para além de significar "lua", também seria o nome da deusa romana da lua."

Por motivos que não veem ao caso, Luma deixou de postar. O "luzdeluma.blogspot.com"  foi perdendo aos poucos o brilho. A LUMA, com certeza não.


Esta semana é aniversário dela, não esqueço.  Feliz Aniversário querida, obrigada por nos ajudar tanto neste mundo blogueiro / virtual.

Desejo que este novo tempo chegue cheio de alegria, saúde e sorte para você e família. Eu continuo por aqui, semanalmente, mas nada será como antes. Novos tempos, nova tecnologia. Novo tudo.

A saudade de você é a mesma, essa não muda. Feliz novo tempo Luma.

Sem esquecer de que hoje é o dia da "Super Lua ", my Blue Moon still  rocks ! LOL

Foto by Tina , com certeza !


Boa semana a todos.


beijos,

Tina

Monday, November 07, 2016

Uma tarde no Metrô de SP.

Monday, November 07, 2016 0

Imagem da Net

Hoje eu andei de Metrô aqui em SP, coisa rara, tenho que admitir. E neste pouco tempo presenciei 2 situações no mínimo inusitadas:

1) No vagão em que eu estava, tinha uma moça linda, sentada no chão tocando violão e cantando muito bem ( em Inglês e em Português) com um chapéu na frente dela para "doações". Eu não resisti, e dei uns trocados. Vi pessoas que "pareciam" bem humildes deixarem também um trocado para a moça. Não quis ser invasiva, não fotografei. Solidariedade em tempos de crise.

2) Quando saí do Metrô para esperar meu "Uber-Marido" me pegar vejo uma mãe e um filho de uns 9 / 10 anos esperando alguém. E antes do "Uber-Marido" meu chegar, aparece um homem numa moto e o garoto corre para ele, beija e abraça e grita : Pai !!! E estica a mão para receber o dinheiro que ele já enfiava a mão no bolso para pegar. 


A "mãe" nem olhou para o motoqueiro, não sorriu, não se aproximou. Só olhava de longe. Nem acenou. E eu vi o menino pedir mais dinheiro, não se contentando com os R$ 50,00 que havia recebido. O menino se despede e volta para a mãe e entrega o dinheiro, mas dava para perceber que ele estava meio inconformado.

O "motoqueiro" vai embora desolado e quase enfia a moto na traseira de um ônibus que estava logo à sua frente. Total desamor nesses tempos.

E eu fiquei com a certeza de que aquele menino não queria o dinheiro, ele queria tão somente o amor e a companhia do pai.

Triste, mas é da vida. Ou será que não ? Por que acontecem coisas assim?

Jamais saberemos, como dizia um grande amigo meu,  jamais saberemos...

Boa semana a todos. 

beijos,


Tina

Monday, October 31, 2016

Call 911.

Monday, October 31, 2016 0
Emergency!
Lara amava viajar. Sempre correu atrás dos sonhos, das cidades, do saber, do conhecer. Sempre.

E um dia ela se aventura e vai passar 2 meses nos Estados Unidos. Cheia de planos, de vontade de conhecer. Férias planejadas, dinheiro guardado e até um "parente" nos USA que poderia (?) dar um apoio. SQN.

Um belo dia Lara passeava por Chicago, USA e eis que um "amigo" indicado pelo seu amigo se aproxima.  Eles tinham algo em comum, um "amigo". Vamos comer uma pizza. Até aí nenhum problema. Ledo engano.

Depois de algumas horas jogando conversa fora, passeando por Chicago eles se despedem. Lara tenta ir embora, ele não deixa, segura suas malas. E tudo muda.

Lara, que sempre acreditou nas pessoas, no mundo bom, não acredita no que acontece, afinal ela já tinha 27 anos, era gente grande e viajada. E o "ser" tenta o abuso, o estupro, a violação.

Lara pede ajuda pela janela para um casal que estava dentro de um carro, parado na FRENTE  no prédio. Ignoram. Ninguém ajuda, e ela estava na América do Norte.

O "predador" joga as malas  dela escada abaixo.  E ainda puxa seus cabelos como se quisesse segurá-la. Não consegue.

Lara consegue sair. Desce as escadas com a mala. Crying for help ! ( pedindo socorro !)

Solução ?  Call 911 ! 

Lara vai até um telefone público que havia  ali perto e liga 911 e avisa o local onde está.

911 nos Estados Unidos funciona, acontece e aparece ! Em 10 minutos !!! Chegaram. No carro estavam um homem e uma mulher, policiais. Coisa confortante na situação, imagino.

O carro com os policiais  levam Lara para uma estação de Metro que a levaria direto para o Aeroporto de O´Hare onde ela embarcaria em um voo de volta para New York na manhã seguinte.


No caminho para o Aeroporto, no carro com os policiais  ela ouve a pergunta:

- "Policiais:"

- " Mam, would you like to press charges against this guy ?
      (a Sra quer indiciar essa pessoa ?)

- "Ela responde:

 - " No ! I´d like to have him murdered". 
    ( Não ! eu quero que ele morra ! )

- Resposta dos policiais:

-  Sorry, we can´t do it Mam.
  ( sinto muito Sra , não podemos fazer isso.) 

x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x

E os policiais a levam até a estação do Metro, que ia direto para o Aeroporto. Nem pagou passagem.


O que mais surpreende é:  quando Lara chega com sua mala ao Aeroporto de O´hare  adivinhem ?

Uns 2 policiais estavam lá a espera dela,  simplesmente para garantir que ela tivesse chegado bem ao destino final. Segurança total. 911 forever !

Isto é América (do Norte)  onde o cidadão é cuidado pelo Estado. De verdade. E o turista também.

Se fosse no Brasil, não sei como teria sido. Nem quero saber.

x~x~x~x~x~x~x~x~x~x~x


O texto é obra de ficção da minha vã filosofia. Mas pense nisso.  E acredite, pode acontecer.


CALL 911 !


Boa semana a todos,


beijos,



Tina

Monday, October 24, 2016

Sem obrigação.

Monday, October 24, 2016 0
Imagem da Net


"Você não é obrigado a nada. Você não precisa casar, nem ter filhos, se nunca desejou. Nem fazer compras em Miami. Não precisa ter aquela bolsa marrom, não precisa ter carro, nem amar bicicletas, não precisa meditar.

Só precisa ter cachorro se quiser. Entender de vinho: não precisa. Barco, casa no campo, Rolex, ereção toda vez, cozinha gourmet, perfil no Instagram... Não precisa. Você não é obrigado a gostar de carnaval, nem de samba, nem de forró, nem de jazz.

Você não é obrigado a ser extrovertido. Não precisa gostar de praia. Nem de sexo você é obrigado a gostar. Balada, barzinho, cinema. Missa no domingo. Reunião de família. Não, você não é um ET se não estiver afim.

Acordar cedo, fazer exercício, conhecer os clássicos, assistir os filmes do Oscar, a banda de garagem que ninguém conhece. Você também não precisa conhecer. Paris, Nova York, Londres...

Gosta muito de viajar? Não? Então não vá! Tá sem namorado? Alguém vai dizer que você não é feliz por isso. E é mentira. Seu cabelo não precisa ser alisado. Nem você vai ser muito mais feliz se for magro ou magra. Também não precisa gostar de comer.

Peça curinga no guarda roupa, perfume francês, dentadura perfeita, curriculum vitae, escapulário. Sucesso. Não, você não precisa dele. Se for para ser obrigado, nem feliz você precisa ser."

                                                     ( Texto de Nelson Barros)

x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x

Este texto não é um simples texto: é uma liberação! Uma forma de ver e viver a vida ! Coisa boa de ler, a vida colocada para cima, sem grandes preocupações, sem drama.

Achei no Face de uma amiga muito querida, e não tinha como não postar, pois quero guardar.
E reler. A cada nova etapa. E continuar tentando ser feliz ! Parece fácil?  É fácil. Tente.

Parabéns ao autor, vou procurar o link  dele para adicionar ao post. Obrigada Marcinha!


Desejo a todos uma ótima semana.


beijos,

Tina

Monday, October 17, 2016

Envelhecendo...

Monday, October 17, 2016 0


SEXALESCENTES OU… SEXYGENÁRIOS?

Por Tita Teixeira

"Se estivermos atentos, podemos notar que está a aparecer uma nova classe social: a das pessoas que andam à volta dos sessenta anos de idade. Os sexalescentes: é a geração que rejeita a palavra “sexagenário”, porque simplesmente não está nos seus planos deixar-se envelhecer.

Trata-se de uma verdadeira novidade demográfica – parecida com a que, em meados do século 20, se deu com a consciência da idade da adolescência, que deu identidade a uma massa de jovens oprimidos em corpos desenvolvidos, que até então não sabiam onde meter-se nem como vestir-se.

Este novo grupo humano que hoje ronda os sessenta teve uma vida razoavelmente satisfatória. São homens e mulheres independentes que trabalham há muitos anos e que conseguiram mudar o significado tétrico que tantos autores deram durante décadas ao conceito de trabalho. Que procuraram e encontraram há muito a atividade de que mais gostavam e que com ela ganharam a vida.  Talvez seja por isso que se sentem realizados…

Alguns nem sonham em aposentar-se. E os que já o fizeram gozam plenamente cada dia sem medo do ócio ou da solidão, crescem por dentro quer num, quer na outra. Desfrutam a situação, porque depois de anos de trabalho, criação dos filhos, preocupações, fracassos e sucessos, sabem bem olhar para o mar sem pensar em mais nada, ou seguir o vôo de um pássaro da janela de um 5.º andar…

Neste universo de pessoas saudáveis, curiosas e ativas, a mulher tem um papel destacado. Traz décadas de experiência de fazer a sua vontade, quando as suas mães só podiam obedecer, e de ocupar lugares na sociedade que as suas mães nem tinham sonhado ocupar.

Por exemplo, não são pessoas que estejam paradas no tempo: a geração dos “sessenta”, homens e mulheres, lida com o computador como se o tivesse feito toda a vida. Escrevem aos filhos que estão longe (e veem-se), e até se esquecem do velho telefone para contatar os amigos – mandam e-mails com as suas notícias, ideias e vivências.

De uma maneira geral estão satisfeitos com o seu estado civil e quando não estão, não se conformam e procuram muda-lo.Raramente se desfazem em prantos sentimentais.

Ao contrário dos jovens, os sexalescentes conhecem e pesam todos os riscos. Ninguém se põe a chorar quando perde: apenas reflete, toma nota, e parte para outra…
Os maiores partilham a devoção pela juventude e as suas formas superlativas, quase insolentes de beleza; mas não se sentem em retirada.

Competem de outra forma, cultivam o seu próprio estilo…
Os homens não invejam a aparência das jovens estrelas do esporte.
Nem as mulheres sonham em ter as formas perfeitas de um modelo.

Em vez disso, conhecem a importância de um olhar cúmplice, de uma frase
inteligente ou de um sorriso iluminado pela experiência.

Hoje, as pessoas na década dos sessenta, como tem sido seu costume ao longo da sua vida, estão a estrear uma idade que não tem nome.

Antes seriam velhos e agora já não o são.

Hoje estão de boa saúde, física e mental, recordam a juventude mas sem nostalgias tolas, porque a juventude ela própria também está cheia de nostalgias e de problemas.

Celebram o sol em cada manhã e sorriem para si próprios…

Talvez por alguma secreta razão que só sabem e saberão os que chegam aos 60
no século 21…"

~=~=~=~=~=~=~=~=~=~=~

Recebi esse texto de uma amiga da Net. Achei lindo, sensato e resolvi publicar, vale a pena ler.

Desejo a todos uma ótima semana!


PS: Vivendo. Me aguardem... rs rs

beijos,

Tina

Monday, October 10, 2016

A primeira vista.

Monday, October 10, 2016 0

Lara sempre sonhou conhecer New York, desde pequena, desde sempre.

Imaginava como seria a cidade e seus inúmeros encantos - Broadway, Central Park, 5ª Avenida, Empire States, que exerciam verdadeira fascinação sobre ela. Afinal, era New York!

E tinha o símbolo maior, o mais cobiçado: a Estátua da Liberdade , linda, imponente, lady vestida de verde, coroada... nada a seu ver representava tanto New York quanto Miss Liberty.

Estava decidida: não sairia deste mundo sem pisar em New York, sem visitar a estátua? Sem chance, definitivamente não!No way!

Romântica e sonhadora como era, sempre “viajava” horas perdidas (ou seriam ganhas?) se imaginando nas ruas e avenidas da cidade, “entrava” de cabeça nos filmes hollywoodianos rodados na Big Apple, sonhava amar e ser amada em New York. (Tem coisa mais deliciosa? - In love in New York ?) Não acredito.

Lutou, trabalhou, camelou mesmo em busca deste sonho (ela acreditava em todos os seus sonhos e não desistia deles jamais...) até que um belo dia, finalmente tudo acertado e lá se foi ela passar 12 dias na cidade dos seus sonhos. Sozinha. Passeou pela cidade algum tempo e foi visitar a Estátua.


Era um dia de sol tímido de outono, nem frio nem calor, perfeito. Ao chegar, começou a fotografar sem parar, era linda, gigante, verdade, ela estava ali... mas como registrar o “seu” momento? – Não ter alguém que tire uma foto sua é uma das poucas desvantagens de viajar sozinha - mas mesmo assim ela começa a olhar ao redor, procura um rosto confiável de preferência, e neste giro, depara-se com um par de olhos verdes, lindos, suaves, confiáveis. Aproxima-se:

 Diálogo que se segue:


 - Olá, você fala Inglês?


- Sim, posso ajudar ? responde ele.


- Poderia tirar uma foto minha com a Estátua ao fundo?


- Naturalmente, diz ele procurando um bom foco.


- Aqui está bom? pergunta ela sem desviar dos olhos verdes.


- Acho que você deveria subir e eu tiro a foto daqui debaixo.

- Tiraram as fotos. Se olharam e se perderam.

- Não se perderam. Se acharam naquele momento...


Então ela volta ao mundo real e se pergunta:

"Medo de perder a câmera? Nem pensar ! (Os olhos verdes tinham crédito.) Fotos tiradas (ela também tirou fotos dele), devolvem as câmeras – sou Lara diz ela , e eu sou Gabriel, diz ele – e quase despedem-se, mas ambos param, e se olham novamente, num daqueles segundos em que o mundo parece parar, num daqueles momentos em que todo o universo conspira a seu favor, instantes mágicos, literalmente escritos nas estrelas... e eles se dão as mãos, para continuar. "

Resultado feliz:

Viveram 5 dias de paixão absoluta, cada minuto, cada pedacinho da cidade, de mãos dadas, correram pelo Central Park, jantaram a luz de velas, tomaram um brunch na lower Manhattan, se amaram como se fosse a primeira e a última vez...

O sonho transformou-se em uma doce e romântica realidade, aos pés da Estátua da Liberdade..." New York marcou para sempre seu coração..."

E.T.: Eles moravam em Continentes diferentes. Nunca mais se viram. NY will always be New York. " A hell of a town." !

Deve ter valido a lembrança, o momento, com certeza.

 x.x.x.x.x.x.x.x.x

Gosto muito de devaneios, gosto mesmo. Sonhar sempre.



Boa semana a todos.

beijos,


Tina

Sunday, October 02, 2016

Minha Filha !

Sunday, October 02, 2016 2
Amor da minha vida !

Minha linda e mais de amada filha faz aniversário hoje !

Existem pessoas que "chegam" ou seria "escolhem" você para fazer parte de suas vidas? Fui escolhida por essa pessoa linda. Doce, querida e muito amada e desejada.

Essa menina chegou para me fazer feliz. Chegou para me fazer viver again. Bom demais. Feliz.

Eu acredito muito nisso, afinal a minha filhota mais de amada faz aniversário hoje e me escolheu para ser sua mãe nesta vida. Eu só tenho a agradecer.

Filha linda, querida e adorada. Criança dócil, feliz, menina fofa e mais de amada. Primeira neta e mais de querida da minha mãe ou seria da "vóooooooooooooo" ? rs



Deus te proteja muito minha filha, te amo muito, te amo mais que tudo. Desejo muita luz, muito sucesso e muitas alegrias neste novo ano junto aos meus amados netos .

Feliz Aniversário minha filha. Feliz Aniversário meu amor. Obrigada por ser sua mãe.

Boa semana a todos.

beijos,

Tina

Monday, September 26, 2016

Amor sem fim.

Monday, September 26, 2016 2
Meus Heróis !!!
Esse post não precisa de muitas palavras. Este post só precisa dessas 3 frases:

- Eu te amo Gregory !

- Amor da minha vida !

- Feliz Aniversário meu amor!

Hoje é seu aniversário e eu sempre vou te amar . Há 9 anos você é tudo para mim.

Deus te abençoe meu lindo, hoje e sempre  e lógico,

Todo meu amor,

Vovó Tina

Monday, September 19, 2016

Semana de saudade.

Monday, September 19, 2016 2
Família, família, família...
Esta é uma semana que começa com tristes lembranças e termina com alegria sem fim. Uma semana paradoxal, eu diria.

Eu já disse por aqui em outros tempos, meu pai e minha mãe se foram na mesma semana de Setembro ( com 4 anos de diferença) sempre no ano bissexto,  que eu definitivamente não curto. A saber:

2004 - levou meu pai tão amado, no dia 23; (12 anos sem ele)
2008 - levou minha mãe querida, no dia 19; (8 anos sem ela)
2012 - escapei das perdas familiares mas perdi um dente ;(menos mal)
2016 - levou meu concunhado em Março e uma amiga querida, em 9 de Setembro.(2 queridos)

Ano bissexto e eu não combinamos, com certeza. Setembro,  faz tempo,  me deixa triste. 

Mas, "looking on the bright side" (como dizem os Ingleses)  Setembro me deu minha maior alegria de ser e de viver: MEU AMADO PRIMEIRO NETO !!! Meu Greguinho , paixão da minha vida!



Eu não consigo não AMAR Setembro! Gregory meu lindo e amado neto, me ajuda a superar tudo isso. Ele chegou em Setembro. Iluminou o Setembro (negro) que até então se apresentava em minha vida. Nem tudo está perdido. Amém !

Ele não nasceu num ano bissexto! Ele chegou para salvar meu Setembro que andava triste. AMOR !

Vida linda da minha vida. Feliz sempre por ele existir, por ser avó dessa pessoinha amada.

Vida que segue. Amor de perdição. Amor di vó, ever .


Bons tempos a todos.

beijos,

Tina

Monday, September 12, 2016

Setembro.

Monday, September 12, 2016 0

Setembro deveria ser lindo, não ? Nos traz flores, luzes e calor aqui no hemisfério Sul. E, para alegria total, setembro traz as folhas começando a cair, o Outono que vai chegando e preparando a todos para o delicioso Inverno que logo chegará, no Hemisfério Norte. Não desta vez..

Eu gosto mesmo é de Setembro, Outubro e Novembro lá no Hemisfério Norte. Cores e frio a chegar.




E a gente vai levando, certo ? Setembro? Vida nova. Setembro?  Bom demais !


Boa semana a todos.


beijos,

Tina

Monday, September 05, 2016

Amigas são para sempre !

Monday, September 05, 2016 5
Imagem da Net

Eu me considero uma pessoa eclética em diversas áreas, exemplificando:

- Música : gosto de Barry Manilow e de Aerosmith;

- Comida: gosto de chocolate com pimenta e de Eton Mess;

- Vestimenta: gosto de jeans e camiseta mas não dispenso um bom tailleur;

- Literatura: gosto de Vinícius (amor) e de Stieg Larsen (suspense);

E por aí vai... daria para fazer uma lista enorme ! Paro por aqui.

Mas creio que onde sou mais eclética é com as minhas 4 amigas de sempre, honestamente. A saber:

- MF é a mais "antiga" (no bom sentido) afinal nossa amizade começou nos anos 60 (!) perfeita, Garra é o nome dela; inseparável mesmo morando longe;
  - MF é Europeia, nasceu por no Velho Continente e é loura de lindos olhos verdes;

- RM é a amiga que está na minha vida há mais de 40 anos. Cabelo liso até perder de vista.
  - RM é Oriental, Nissei, com certeza, olhos puxados e muito, muito sábios; minha Guru;

- CI é a amiga motoqueira linda, está na minha vida há uns 25 anos e é cheia de charme. Gente. Família. Exemplo. Comadre.
  - CI é  Brasileira , um exemplo de luta e superação, vencedora, Nacional com certeza;

- MC é a mais recente (?) só há 20 anos... Amiga das baladas, do trabalho, da divisão, vigilante.
  - MC é Afro-Brasileira, linda e muito querida, Nacional sempre.


Imagem da Net
Amo muito essas 4 amigas que sempre estarão em minha vida. Na minha opinião, tempo ajuda a seleção, e faz permanecer. Amigos são escolhas que a vida nos dá e são para sempre . Amém !!!

E, por motivos diversos (ou seriam de outras vidas ?) sou pessoa eclética, e tenho 4 amigas que são muito mais do que família. São MINHAS amigas. São para todo sempre, conto com elas e sei que as 4 sabem que podem contar comigo. Tenho sim,  mais algumas amigas, mas essas 4 ninguém bate. Coisas da vida, que a gente não explica. E as minhas 4 amigas de sempre vem dos 4 cantos do mundo ! Tem coisa mais eclética ?

PS: Tenho um amigo "ele" também, mas esse vem desde 1900 e nada . Pacto de sangue, consolidado. Meu sempre M.

Mantenham suas amizades, cultivem, acreditem, vale muito isso no nosso viver.

Boa semana a todos.

beijos,

Tina

Monday, August 29, 2016

Happy Birthday, again!

Monday, August 29, 2016 0
Imagem da Net.


"No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a.olhar para a vida, perdera o sentido da vida. 

Hoje já não faço anos.
Duro.

Somam-se os dias.
Serei velha quando o for.
Mais nada.. e lembro bem:
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!...  "

(Fernando Pessoa, perfeito como sempre.)


Então lá vamos nós: outro ano, nova idade, novo tempo. E a gente não sabe quando vai terminar.

O tempo passa, a vida muda. Velhos hábitos não mais existem. Fica só a vontade de manter o que vinha realizando. Nem isso posso mais. Não mesmo.

É um novo aniversário, é um novo tempo. É apenas uma parede em branco, na qual não consigo imaginar o que será desenhado. Não mesmo. Só me resta esperar, e tentar.

Imagem da Net.
Mais um ano ( ou seria menos um ?)  Vou celebrar com o básico cupcake com uma vela e uma bela taça de vinho, naturalmente. Eu mereço, com certeza. Devo receber parabéns de amigos - isso sempre conta -  e agradeço ! Mas sem festa o aniversário fica assim. Só assim. :(  Alguém poderia me explicar por que é que não fazem festa de niver para os velhos ? :(

Saudade do tempo em que ainda celebravam meu aniversário. Faz temmmmmpo.

"Hoje já não faço anos, duro." (parece fácil, não ? ) 


Boa semana a todos, a vida continua. Ainda estou por aqui.

beijos,

Tina

Monday, August 22, 2016

Cansada.

Monday, August 22, 2016 1
Imagem da Net. Desconheço autoria.


Tem tempo para tudo. Tempo para viver, tempo para mudar, tempo para rever.

Estou nesse tempo. É preciso mudar. É preciso recomeçar.

Eu vou. Preciso. Mas estou cansada.

Viver não é preciso, já dizia Fernando Pessoa.

" Troco gente chata por vinho", sério mesmo.


Boa semana pessoal.

beijos,


Tina

Sunday, August 14, 2016

Tempo que vai... Pai.

Sunday, August 14, 2016 4
Pai... meu pai. Pintou esse quadro para mim. Falaria isso?

"Tá cansada, senta
Se acredita, tenta
Se tá frio, esquenta
Se tá fora, entra
Se pediu, aguenta
Se sujou, cai fora
Se dá pé, namora
Tá doendo, chora
Tá caindo, escora
Não tá bom, melhora

Se aperta, grite
Se tá chato, agite
Se não tem, credite
Se foi falta, apite
Se não é, imite...

Se é do mato, amanse
Trabalhou, descanse
Se tem festa, dance
Se tá longe, alcance
Use sua chance

Se tá puto, quebre
Ta feliz, requebre
Se venceu, celebre
Se tá velho, alquebre
Corra atrás da lebre

Se perdeu, procure
Se é seu, segure
Se tá mal, se cure
Se é verdade, jure
Quer saber, apure...

Se sobrou, congele
Se não vai, cancele
Se é inocente, apele
Escravo, se rebele
Nunca se atropele...

Se escreveu, remeta
Engrossou, se meta
E quer dever, prometa
Para  moldar, derreta
Não se submeta."


(Lenine)

Meu pai não viveu esse tempo. Acho que concordaria com ele. Eu sinto. Falta. Pai.Coisa boa de viver, ser, sentir.  O tempo passou. Vontade e saudade que fica.

Feliz Dia dos Pais onde quer que você esteja ! Sempre vou te amar !


Boa semana a todos,

beijos,

Tina

Monday, August 08, 2016

Envelhecendo...

Monday, August 08, 2016 2


SEXALESCENTES OU… SEXYGENÁRIOS?

Por Tita Teixeira

"Se estivermos atentos, podemos notar que está a aparecer uma nova classe social: a das pessoas que andam à volta dos sessenta anos de idade. Os sexalescentes: é a geração que rejeita a palavra “sexagenário”, porque simplesmente não está nos seus planos deixar-se envelhecer.

Trata-se de uma verdadeira novidade demográfica – parecida com a que, em meados do século 20, se deu com a consciência da idade da adolescência, que deu identidade a uma massa de jovens oprimidos em corpos desenvolvidos, que até então não sabiam onde meter-se nem como vestir-se.

Este novo grupo humano que hoje ronda os sessenta teve uma vida razoavelmente satisfatória. São homens e mulheres independentes que trabalham há muitos anos e que conseguiram mudar o significado tétrico que tantos autores deram durante décadas ao conceito de trabalho. Que procuraram e encontraram há muito a atividade de que mais gostavam e que com ela ganharam a vida.  Talvez seja por isso que se sentem realizados…

Alguns nem sonham em aposentar-se. E os que já o fizeram gozam plenamente cada dia sem medo do ócio ou da solidão, crescem por dentro quer num, quer na outra. Desfrutam a situação, porque depois de anos de trabalho, criação dos filhos, preocupações, fracassos e sucessos, sabem bem olhar para o mar sem pensar em mais nada, ou seguir o vôo de um pássaro da janela de um 5.º andar…

Neste universo de pessoas saudáveis, curiosas e ativas, a mulher tem um papel destacado. Traz décadas de experiência de fazer a sua vontade, quando as suas mães só podiam obedecer, e de ocupar lugares na sociedade que as suas mães nem tinham sonhado ocupar.

Por exemplo, não são pessoas que estejam paradas no tempo: a geração dos “sessenta”, homens e mulheres, lida com o computador como se o tivesse feito toda a vida. Escrevem aos filhos que estão longe (e veem-se), e até se esquecem do velho telefone para contatar os amigos – mandam e-mails com as suas notícias, ideias e vivências.

De uma maneira geral estão satisfeitos com o seu estado civil e quando não estão, não se conformam e procuram muda-lo.Raramente se desfazem em prantos sentimentais.

Ao contrário dos jovens, os sexalescentes conhecem e pesam todos os riscos. Ninguém se põe a chorar quando perde: apenas reflete, toma nota, e parte para outra…
Os maiores partilham a devoção pela juventude e as suas formas superlativas, quase insolentes de beleza; mas não se sentem em retirada.

Competem de outra forma, cultivam o seu próprio estilo…
Os homens não invejam a aparência das jovens estrelas do esporte.
Nem as mulheres sonham em ter as formas perfeitas de um modelo.

Em vez disso, conhecem a importância de um olhar cúmplice, de uma frase
inteligente ou de um sorriso iluminado pela experiência.

Hoje, as pessoas na década dos sessenta, como tem sido seu costume ao longo da sua vida, estão a estrear uma idade que não tem nome.

Antes seriam velhos e agora já não o são.

Hoje estão de boa saúde, física e mental, recordam a juventude mas sem nostalgias tolas, porque a juventude ela própria também está cheia de nostalgias e de problemas.

Celebram o sol em cada manhã e sorriem para si próprios…

Talvez por alguma secreta razão que só sabem e saberão os que chegam aos 60
no século 21…"

~=~=~=~=~=~=~=~=~=~=~

Recebi esse texto de uma amiga da Net. Achei lindo, sensato e resolvi publicar, vale a pena ler.

Desejo a todos uma ótima semana!


PS: Vivendo meu inferno astral !  Me aguardem... rs rs

beijos,

Tina

Monday, August 01, 2016

Maria, Maria.

Monday, August 01, 2016 0



"Maria, Maria
É um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece
Viver e amar
Como outra qualquer
Do planeta
Maria, Maria
É o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri
Quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta
Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida
Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
Hei! Hei! Hei! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê!
Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
                                 Mistura a dor e a alegria                                        
 Mas é preciso ter manha,
  1.                                                     É preciso ter graça
  2.                                               É preciso ter sonho, sempre
  3.                                             Quem traz na pele essa marca
  4.                                                    Possui a estranha mania
  5.                                                        De ter fé na vida."
 (Milton Nascimento) 




Minha música nacional predileta. Perfeição de letra. De vida. Da vida. Do viver. 
 
De ser Maria. Por ter dado vida à duas Marias. Com dor e por amor.

Boa semana amigos , boa semana minhas "Marias". Deus as abençoe!

beijos,

Tina

Monday, July 25, 2016

Divagando.

Monday, July 25, 2016 0
Amor de sempre.(Imagem da Net)



“Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo. Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos. Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram. Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi. Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir. Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam. Já tive crises de riso quando não podia.

Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse. Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar. Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros. Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros. Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz. 

Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais. Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim. Não me deem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre. Não me mostre o que esperam de mim, não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser ."

(Texto de Clarice Lispector)



Eu não preciso escrever mais nada aqui. Só. Choro. Só.


beijos,

Tina

Monday, July 18, 2016

O guarda-chuva!

Monday, July 18, 2016 1
Imagem da Net


E isso aconteceu comigo ! Não vou citar nomes, só vou relatar o ocorrido. Vamos lá:

- No fim dos anos 70 eu trabalhava em uma ótima empresa, muitos amigos, muita gente, coisa boa de viver, de verdade. Gosto de lembrar que o presidente, meu chefe  e "dono da empresa" me chamava de "andarilha" pois volta e meia eu estava fora da minha mesa ! rs

- Como sempre, no fim do ano fizemos um "Amigo Secreto"  (Amigo Oculto para os cariocas) e até aí tudo bem. No dia da entrega / festa de Natal da empresa, estávamos todos ainda no escritório e eu, "andarilha" como sempre, desci até a recepção e falei com a minha amiguinha linda que era recepcionista e vi vários presentes lindamente embrulhados atrás da mesa dela.

- " Nossa! Esses são todos os presentes da nossa festa de Amigo Secreto ? " perguntei .

-  "Ela responde: Sim! Estão todos aqui !" E eu vi um guarda-chuva no meio dos presentes, não dava para disfarçar, lógico !

Flowers by Tina - London

- " E aquele guarda-chuva, quem vai ganhar , você sabe? Eu odiaria ganhar um guarda-chuva de amigo secreto, sério mesmo !"

- "Ela me olhou com surpresa e não conseguiu deixar de dizer: " Acho que o guarda-chuva é do seu amigo secreto para você ! " 

- " Não acredito, respondi! Como pode alguém dar um guarda-chuva de presente de Natal para uma moça de 24 anos? Se você tiver chance, fala com a pessoa e pede para mudar meu presente, tem chance? " 

- Deu certo! Ganhei um guarda-chuva e um par de lenços lindos ! Menos mal. Ela conseguiu !

Tem coisas que a gente não imagina que vai passar, mas elas acontecem. Eu descobri a tempo, felizmente para mim.  Deu certo ! Salvei meu Natal e o do meu Amigo Secreto  também! rs

PS: Eu ainda não sabia do que estava porvir nesta mesma empresa para mim: um dia eu conto. Caixinha de surpresa sempre nos aguarda. :(

Boa semana para vocês.

beijos,

Tina

Monday, July 11, 2016

Mão do destino ?

Monday, July 11, 2016 0
Imagem da Net
Aconteceu há muito, muito tempo atrás. Aconteceu e eu estava lá como testemunha.

Éramos seis amigas sentadas numa mesa de um restaurante muito gostoso, numa  sexta feira para comemorar o aniversário de uma delas. Detalhe: todas solteiras e apenas 1 casada. Até aí tudo bem.

E nós comemoramos, bebemos, cantamos e dançamos. E nem nos demos conta de que havia uma pessoa sentada no bar que olhava insistentemente para alguém na nossa mesa.

E adivinhem para quem a pessoa olhava? Olhava e "queria" a única pessoa que era casada naquela mesa! Trocaram olhares. Todas percebemos.  E ficou por aí.

Eu nunca poderia imaginar algo assim acontecendo comigo. Minha amiga ficou sem "fala". 

Por que é que as coisas sempre acontecem ao contrário ? Não entendo, aceito. Rejeito. Mas acontece.


Até onde eu sei, nada rolou, mas sempre penso "por que " ? Até onde a mão do destino interfere em coisas assim?  Como uma pessoa "escolhe"  outra que não pode ter ? Sem saber. Para viver ? Só sei que eles dois se viram, e decidiram seguir com suas vidas.

Destino ?

Coisa boa para pensar, resolver ? Sei não. Vida. Achei que era amor.


Boa semana a todos.


beijos,

Tina

Monday, July 04, 2016

Longe de casa há mais de uma semana...

Monday, July 04, 2016 2
Imagem da Net


Eu sei que essa é uma música do Evandro Mesquita, muito boa e retrata bem como me sinto. rs rs

Estou longe de casa e perto de casa ao mesmo tempo, afinal são somente uns 20 Km , mas ir e voltar todo dia não resolve. Preciso estar perto das minhas "princesinhas" - agora são 2 !!!

There´s nothing like home, trust me . I really don´t know how long I´ll have to take it, don´t know how long it´s going to last. I`m so sad, just surviving. No more joy. Give up ? No. (not yet).

Not so sure... Imagem da Net.



 " Combati o bom combate, guardei a fé." 
(2a carta de São Paulo a Timóteo)


Se estivesse na América do Norte, estaria eu soltando fogos pelo 4th of July ? Sei não.




Boa semana a todos.

beijos,


Tina
 
luzdeluma st © Code is Pocket