Monday, October 26, 2009

Precisão

Monday, October 26, 2009 17
"O que me tranquiliza
é que tudo o que existe,
existe com uma precisão absoluta.
O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete
não transborda nem uma fração de milímetro
além do tamanho de uma cabeça de alfinete.
Tudo o que existe é de uma grande exatidão.
Pena é que a maior parte do que existe
com essa exatidão
nos é tecnicamente invisível.
O bom é que a verdade chega a nós
como um sentido secreto das coisas.
Nós terminamos adivinhando, confusos,
a perfeição."

(Clarice Lispector)

Versos de Clarice são sempre precisos, indispensáveis.

O que me tranquiliza é saber que o momento chega - nunca antes , nunca depois : chega na hora precisa.

O que me mobiliza é a certeza interior , é sentir, ver e viver os momentos que são precisos.

O que me realiza é sentir que a espera terminou, é saber que meu momento chegou.

(quando acreditava nada mais porvir...)

Um novo projeto de trabalho a me completar - e era tudo que eu queria.

E lá vou eu: realizar, participar, crescer, viver... eu vou sim, eu sou assim:

- mergulho de cabeça, mergulho preciso.



beijos e boa semana a todos,

Tina

Monday, October 19, 2009

Divagando...

Monday, October 19, 2009 21

"A sabedoria suprema é ter sonhos bastante grandes
para não se perderem de vista enquanto os perseguimos."

WilliamFaulkner (1897 - 1962)


Lindo isso, não? Faulkner está no topo da minha lista de grandes escritores.

"A literatura de Faulkner se caracteriza por uma escrita complexa, com longos parágrafos aninhando longos períodos com pontuação irregular, esparsa, senão inexistente, intercalados não raras vezes por parênteses e travessões que acolhem outros longos períodos. Essa maneira de escrever, típica do chamado "fluxo de consciência" (do inglês stream of consciousness), inaugurada por Proust e refinada por Joyce, Wolff e outros escritores identificados com o Modernismo, exige do leitor profunda cumplicidade e aguda capacidade de concentração. Por isso, aconselha-se que o primeiro contato com sua obra deva ser feito através de seus contos ou de romances mais acessíveis, como "Santuário" e, de certa forma, "Os Desgarrados".

"Um dos principais temas de Faulkner é que o homem está condenado a ser homem: nos esforços do homem moderno, para colocar toda sorte de novas invenções e de mecânicas entre ele e a terra, reside a causa profunda de sua angústia. Tentando desprender-se do velho, do passado, o ser humano tenta renegar a própria natureza. O destino fatal do homem, como toda a literatura ocidental o disse, pode eventualmente tornar-se a sua glória. Nenhum outro escritor americano moderno o afirmou com tanta força. É o que ajuda a compreender a grandeza de Faulkner." (fonte)

Faulkner foi um escritor tipicamente "norte americano", um dos melhores com certeza. Foi Prêmio Nobel de Literatura em 1949 e também ganhou dois prêmios Pultizer - um em 1955 e outro em 1962 (prêmio póstumo). Pena ter sido tão pouco divulgado e/ou traduzido por aqui.


beijos e boa semana a todos,

Tina

Monday, October 12, 2009

Ser criança.

Monday, October 12, 2009 12

Ser criança é:


- Sentir medo e ter vontade,

- é olhar o outro e não ver a idade.

- Brincar na rua ou na lama,

- é dizer sinceramente que ama.

- Rolar na grama, partir para a vida,

- é não se importar com o tempo da corrida.

- Procurar pelo abraço, dentro do laço,

- e sentir-se totalmente protegida.

- Ser criança é viver sonho (fora) da realidade.

- nesta vida doída, nunca perdida.

- Criança... acredita.

Criança faz a gente creditar: a vida é bonita.

E a vida é bonita mesmo, não? A prova está na foto aí acima: mais uma criança na minha vida. Mais um netinho(a)!!! Breve saberemos se é ELE ou ELA - o importante é que já está a caminho! E é isso que interessa.

Como as crianças, deveríamos sempre acreditar que vale viver. Simples assim, certo?

Bom mesmo é o SER. Criança... que combina com beijo, abraço, carinho, colinho, chamego, sossego, soninho, charminho, lindinho...


beijos e boa semana a todos,

Tina

Monday, October 05, 2009

Sal, Sol, Rio...

Monday, October 05, 2009 14
Mar Morto (photo Net)

O assunto anda fervilhando nas manchetes, pautas e conversas país afora: Pré-sal - que em resumo é "uma faixa que se estende ao longo de 800 quilômetros entre os Estados do Espírito Santo e Santa Catarina, abaixo do leito do mar, e engloba três bacias sedimentares (Espírito Santo, Campos e Santos). O petróleo encontrado nesta área está a profundidades que superam os 7 mil metros, abaixo de uma extensa camada de sal que, segundo geólogos, conservam a qualidade do petróleo."

Mas, como essa não é a minha "praia" vou falar do outro lado do sal: o sal grosso.

Vejamos se você sabia que:

  • "O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes. Povos distintos usam o sal para combater o mau-olhado e deixar a casa a salvo de energias nefastas.
  • O sal é um cristal e por isso emite ondas eletromagnéticas que podem ser medidas pelos radiestesistas.
  • Ele tem o mesmo cumprimento de onda da cor violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos. Visto do microscópio o sal bruto revela que é um cristal, formado por pequenos quadrados ou cubos achatados.
  • As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa. Ao colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha se equilibra essas forças deixando a casa mais leve.
  • Banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura bem quente) têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Para quem mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias.

  • O sal já foi considerado o ouro branco (salmoura para conservar alimentos).

  • Nunca é demais lembrar que Salário deriva de Sal... (e isso já é outro assunto...rs)


Google photo - AD

Os povos ao longo do tempo, foram desenvolvendo lendas / superstições em torno do uso do sal, tais como:
  • Uma pitada de sal sobre os ombros afasta a inveja,
  • Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, caboclos costumavam colocar uma fileira de sal na soleira da porta ou um copo de salmoura do lado esquerdo da entrada,
  • A mistura de sal com água ou álcool absorve tudo de ruim que está no ar, ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores entrem na casa,

  • Tomar banho de água salgada com bicarbonato de sódio descarrega as energias ruins e é relaxante. O único cuidado é não molhar a cabeça, pois é aí que mora o nosso espírito e ele não deve ser neutralizado,
  • Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na casa são: um copo de água e outro com sal. Usam sal marinho seco, num pires branco atrás da porta para puxar a energia negativa de quem entra. Também tomam banho com água salgada com ervas para renovar a energia interna e a vontade de viver,
  • No Japão, o sal é considerado poderoso purificar. Os japoneses mais tradicionais jogam sal todos os dias na soleira das portas e sempre que uma visita mal vinda vai embora. Símbolo de lealdade na luta de sumô. Os campeões jogam sal no ringue para que a luta transcorra com lealdade.
E acreditar ou não depende de cada um, mas não faz mal algum tentar, com certeza.

E como o assunto é sal, me fez lembrar sol , que me lembra Rio - Rio 2016 ! Eu não estava na torcida (assumo!) mas é difícil resistir a tanto azul. Agora vou torcer para dar tudo certo - afinal, esse meu lado "carioca" vai sempre existir.


É Rio... só Rio, sou Rio, sorRio...


beijos e boa semana a todos,

Tina
 
luzdeluma st © Code is Pocket