Monday, November 13, 2006

É a vida...

Monday, November 13, 2006

Eu no cabeleleiro sábado, começo a conversar com Sandra enquanto espero a manicure. Ela me diz, em meio a outras coisas:

Tina, não entendo como as coisas chegaram a esse ponto, ou melhor, não sei onde foi que eu errei, acho que foi na escolha antes de nascer... não que eu tenha uma vida horrível, que viva em favela ou que passe fome, nada disso. Vivo num apto meu, em bairro de classe média mas não gosto da localização,
gosto da decoração, mas tenho horror de chegar e/ou voltar para lá todo dia. Infelizmente para mim, naturalmente.

Minha vida sempre foi de trabalho, de luta, de procura, de criar filhos trabalhando, de não desistir... mas mesmo assim, quando achava que teria algum sossego, não consegui. Estou triste. Não tenho quase nada
Tina
, eu não tenho mais salário ou remuneração pois perdi emprego no começo do ano, e não tenho chance de arranjar outro pois a idade não permite. Pode?

Que país é esse , que relega os mais velhos ao ostracismo? Hoje vivo de migalhas vindas de marido e filhos, vivo na expectativa de uma aposentadoria que ainda não chegou (e
que será uma migalha também, com certeza - palavras minhas
), vivo sem dinheiro meu, justo eu: que sempre trabalhei, sustentei e mantive família enquanto era necessário. Hoje ninguém me dá nada, ao contrário: continuam a me cobrar como se eu ainda estivesse na ativa e ganhasse como sempre. Não dão o mínimo valor. Acham que saí da ATIVA por opção. E não foi, garanto. Não foi , não queria. Foi decisão alheia, daquelas que só uma " reestruturação" explica. Quando explica.

E ela continua: Tina; agora vou vivendo tentando ser normal, virei mãe/esposa que não trabalha fora (gente: que mal há nisso?)
tenho família e estou tão só, sem divisão, sem certeza, sem garantia, com tudo e sem nada... Não me respeitam mais, sabia? Eu nunca vivi essa vida, tenho tudo e tenho nada ao mesmo tempo. Tenho medo. Medo do que vai acontecer. Estou sem garantia. Eu era a minha garantia. Não sou mais. Medo do que vai faltar? Medo do que não vou ter. Medo de viver assim. Estou aqui hoje porque economizei, gosto de fazer as unhas, nem que seja uma vez por mes."

Sandra foi pintar as unhas, se dar alguma alegria, e eu fiquei imaginando como a vida dela será. Não falamos mais. Sinceramente, quase desisti de fazer as unhas, mas a manicure não tinha culpa da minha chateação. Nem Sandra , ela é realidade, dura e triste. Realidade de milhões de brasileiros. Infelizmente.
Tem pessoas que passam pela vida da gente só para trazer lições. Para nos fazer pensar, olhar para o lado, agradecer. Se mexer.

E pensar que vivemos num país que joga fora quase 30 milhões de reais só na mudança de leis...

beijos,

Tina

21 comments:

  1. É moça, as vezes nem tudo é o que parece...
    Vivemos cada dia rumo a uma abismo, o que podemos fazer é abrir os olhos...

    Beijo e otima semana

    :****

    ReplyDelete
  2. Tenho muitos exemplos aqui em casa,TINA. E ,confesso,sinto uma vergonha enorme deste país injusto.
    Qdo chegar a minha vez ,como será??
    beijos e otima semana.

    ReplyDelete
  3. Oi Tina,

    Pra você ver tudo isso apenas num salão de beleza, em pouco mais de uma hora, suponho. Imagina no resto de tempo que têm os adeptos.

    Vamos formar uma dupla sertaneja?
    Um beijo
    Naeno

    ReplyDelete
  4. É Tina, é um grande paradóxo.
    Um beijo e ótima semana pra ti.

    ReplyDelete
  5. Tina, seu post foi uma porrada no meu estômago. O que não falta é casos da espécie na minha família. Existem certos empregos que requerem o vigor da juventude, mas a grande maioria podem ser feitos por pessoas de todas as idades. Ninguém leva em consideração a capacidade e a experiência profissional das pessoas mais velhas. Parabéns e dê um grande beijo na Sandra. Beijocas para você também.

    ReplyDelete
  6. Parabéns!

    seu blog acaba de receber o Oscar dos Blogueiros, Destaque 2006 na Gazeta dos Blogueiros.

    Como prêmio o link do seu blog ficará exposto por 7 dias na página principal da GB.

    Parabéns mais uma vez pelo Troféu Destaque 2006.

    Equipe Blogueiros.

    www.blogueiros.com

    ReplyDelete
  7. É querida, infelizmente é a realidade desse País...

    Beijos

    ReplyDelete
  8. Essas situações nos deixam com vergonha, às vezes, por estar feliz, não?

    beijos, querida e boa semana

    MM

    ReplyDelete
  9. Mônica12:53 PM

    quantas SANDRAS e SANDROS temos espalhados por esse país...

    ReplyDelete
  10. Triste...as vezes a gente nao agradece o que tem...nem sei porque...talvez porque a gente nunca pensa no outro

    ReplyDelete
  11. Tem muita gente assim espalhado por aí! Triste realidade! Bjs Tininha!

    ReplyDelete
  12. Tina:

    Isso não ocorre só com quem tem mais idade, não. Afeta, tb, quem tem idades menores.
    E, voilá, estamos juntos nos destaques do Blogueiros.

    ReplyDelete
  13. Queriiiida, agora que vi que está na indicação dos blogueiros, também ;o)

    Oba, tô em ótima companhia!

    beijos e parabéns

    MM

    ReplyDelete
  14. Chorar na cabelereira, fazendo as unhas, é no mínimo estranho...

    Beijo.

    ReplyDelete
  15. Olá, estou divulgando meus trabalhos, quando puder dê uma passadinha no meu espaço. Uma beijoquita, Bia
    Pipoquitas com Art

    ReplyDelete
  16. Tina, eu desde que tive as minhas filhas(g~emeas) não mais trabalhei fora, mas não me sinto inferior. Se me sentisse ia fazer qualquer coisa , como trabalhos manuais para me distrair e ganhar uns trocados. Porque sair da minha casa para ficar 8 horas fora e ganhar uma mereca, nem pensar!!!

    Bjos.

    ReplyDelete
  17. :)

    Ao continuar feliz e com Marcondes - seu amor - Ângela vingou-se de Denise, a falsa amiga, que descobriu ser a ex-mulher dele no depto de pessoal da empresa.

    A expectativa geral era de que Ângela ia capar o cafajeste do Marcondes, mas o destino assim não quis, hehehe. Mulheres adoram cafajestes, né?

    Beijos novelísticos e vingados

    ReplyDelete
  18. Dá vergonha mesmo querida.
    Retrato de um povo!
    linda noite flor
    beijossssssssssss

    ReplyDelete
  19. Dá vergonha mesmo querida.
    Retrato de um povo!
    linda noite flor
    beijossssssssssss

    ReplyDelete
  20. This comment has been removed by a blog administrator.

    ReplyDelete
  21. É uma injustiça, né? Fico muito triste!
    Bjos...uma ótima semana!

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket