Monday, May 10, 2010

Sintetizando...

Monday, May 10, 2010

Sintetizar, segundo o dicionário: v.t. Fazer síntese de; resumir.

Eu gosto muito da forma pela qual o idioma Inglês sintetiza as ações, os verbos. Em Português expressamos certas ações com muito mais palavras e certas vezes nem conseguimos uma tradução "literal" de um idioma para o outro. Vejamos um exemplo apenas:

- To pack: em Inglês a gente usa essa pequena palavra de 4 letras ( que é na verdade um verbo em Inglês) para dizer: Arrumar a mala ou fazer as malas (?) Não é bem mais fácil ?

Já o idioma Alemão gosta de palavras mais compridas - a Geórgia que o diga... (rs) mas por outro lado acaba por facilitar a vida da gente. Exemplo que me vem à mente no momento:

- Kinderessen : em Alemão significa Comida de criança ... novamente mais fácil e direto.

Não podemos e nem devemos comparar idiomas, mas temos que convir: o Inglês usa palavras curtas e o Alemão prefere palavras mais compridas, mas isso não faz diferença desde que no fim todos se entendam e vivam bem.


(Tradução livre: )
" Nunca deixe que as adversidades te
impeçam de fazer
o que o teu coração pede..."


Não adianta a gente querer "adaptar a nossa cultura aos outros" (leia-se: estrangeiros) e nem o contrário se aplica, pois por mais que viva em outro país (depois de uma certa idade, naturalmente) sempre vai existir aquela lembrança, a raiz, a semente que nos remete à terra da gente. Não adianta negar - e isso não implica em voltar ao país de origem - não mesmo, vive-se com a lembrança e ponto final.


"It´s not much, but it´s home"

E toda essa explanação acima foi para dizer apenas: "I´m homesick" ... (tradução: " estou com saudade de casa" - tradução-livre-literal). Fácil e difícil assim ao mesmo tempo, pois a vida por aqui é muito boa, gratificante até, mas sintetizando eu estou sentindo SAUDADE da minha casa, do meu espaço e isso não precisa ser traduzido - é sentido.

Eu não disse que o idioma tem dessas coisas? Em poucas, ou melhor, em apenas uma palavra a gente diz tudo. O Português tem suas mazelas e a palavra "saudade" está entre elas.



beijos e boa semana a todos,


Tina

12 comments:

  1. Assim é, Tina. Para mim, poder dizer "saudade" é um adas grandes vantagens do nosso idioma. :) Feliz Dia das Mães atrasado, boa semana.

    ReplyDelete
  2. Caraca!
    Chorei...é amigamada, ando muito emotiva :(
    Volta então, logo.
    beijos de saudade
    loviu

    ReplyDelete
  3. nossa, tinaaa, eu adoreiiiiiiiiiiiii seu blog, tb adoro como o idioma inglês é sintético, lindo! parabéns pelo post fastástico, bj grande

    ReplyDelete
  4. saudade , em sueco é SAKNAR DIG ( I miss u)

    eu achoq eu todo idioma tem suas mazelas. E simplicidade, tbm.

    Por exemplo, se vc quiser disputar algo com alguém, feito uma corrida, etc, uma palavra basta: IKAPP

    Mas, em compensacao, o idioma sueco é craque em juntar 2,3 ou masi palavras e criar UMA.

    Ainda penso como a professora de inglês, uma finalndesa, fluente em ingles da Terra da rainha que me disse:

    NINGUÉM FALA FLUENTE NENHUM OUTRO IDIOMA QUE NAO SEJA O SEU MESMO...E OLHE LÁ...
    Bjs e dias felizes

    ReplyDelete
  5. Ai sentir saudades dói né?!?
    Se cuida e volta logo!
    Beijos saltitantes

    ReplyDelete
  6. é, tem umas palavras q por si só já explicam tdo.
    eu nem sabia q estava nas terras do tio sam novamente...

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ReplyDelete
  7. Tina, não adianta! Lá ou cá o sentimento é o mesmo e você é uma mulher dividida! Aí tem saudade daqui e aqui tem saudade de lá! Vai saber! Beijus,

    ReplyDelete
  8. Sintetizando...Acredito que cada lingua tem as suas dificuldades e facilidades, tanto na fala como na escrita e interpretá-las é uma arte.
    Bjs.

    ReplyDelete
  9. Ah, Tina... Você se expressou (em português) de forma esplêndida! Sim, o inglês, o alemão e outras línguas tem suas particularidades. Como também o tem as línguas latinas. Depois de voltar de um Colóquio sobre a Lusofonia, mais e mais me apaixono por nossa língua, que tem sonoridades doces, que afagam os ouvidos, talvez bem mais que as línguas saxãs ou bávaras.
    Mas é como você muito bem disse: o que importa é todos nos entendermos.
    Ontem vi num filme o Augusto Boal falar que depois de viver tanto tempo no exílio, sentia enorme saudade de sua casa, de seus chinelos, e uma imensa saudade, enorme nostalgia que só o idioma lusófono sabe expresar.
    Volte, amiga. Mate as saudades de seu quintal. Por mais duro que seja deixar esse belo garotão distante de você (nossa! Como ele cresceu!)
    Tenha um ótimo final de semana.
    Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

    ReplyDelete
  10. Hoje ofereci as cores da minha paleta
    A uma amiga na sua dor
    Ouvi seu choro ao meu ouvido
    No fatalismo do desamor

    Hoje o sono acordou-me
    A nostalgia agitou suas asas cinzentas
    Esqueci no acordar o ultimo abraço
    E contei as nuvens que eram tantas


    Doce beijo

    ReplyDelete
  11. Deve ser mesmo estranho e dificil de se acostumar em um lugar diferente do que fomos criadas, mas desejo que td de certo de vc...
    E auenta essa saudade!

    ReplyDelete
  12. brigada pelo carinho, tô esperando novos posts ^^

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket