Friday, August 08, 2008

Ostra = Anel

Friday, August 08, 2008

"Ela nasceu em São Paulo, mas morava no Rio e adorava vir passar as férias em São Paulo - ver todos aqueles prédios enormes, as luzes de neon brilhando, as grandes lojas, os carros, a vida que sonhava acontecia ali- e tinha o pai - ah! que delícia viver alguns poucos dias do ano vendo e vivendo o pai todo o tempo, tinha adoração por ele.

Numa dessas vindas, o pai resolveu levar todos para almoçar em Santos um sábado. No caminho, ele parou numa joalheria em S.B. do Campo para deixar um cordão dele para consertar.

Ela desceu do carro também e ficou na vitrine, literalmente vidrada olhando anéis, colares e pulseiras, cada um mais lindo que o outro, sonhando com todos eles em seus dedos, pulsos e pescoço. (Mas afinal: que mulher resiste à uma vitrine de joalheria?) rs*

Apaixonou-se instantaneamente por um anel redondo, mixto de ouro liso e ouro fosco que, como costuma dizer, "tinha a sua cara". Correu para o pai e disse:

- Pai, compra esse anel prá mim?

- Não! Hoje não é seu aniversário.

- Ah, mas por que não? Compra pai, é tão lindo!

- Já disse que não, vamos embora.

- Mas, pai...

- Outro dia eu compro, tá bom?

E lá se foram para Santos. Passearam pela cidade - ela sempre andava de mão dada com ele, (para total irritação da mãe... ) - e chegaram finalmente ao restaurante escolhido.

Todos sentados (mãe, irmã, irmão) ela e pai, que resolve pedir uma entrada. Quando ela se deu conta do que era a entrada, teve ânsia..: uma travessa de ostras ! Será que existe coisa mais nojenta aos olhos de uma criança - sim, ela ainda era bem criança - do que uma ostra aberta? Duvido muito.

Pai começa a cerimônia de degustação daquilo: pegar, soltar com o garfinho, espremer limão e sorver... argh! Até aí tudo bem, quem estava comendo era ele... que em certo momento diz à ela:

- Prova, é muito bom!

- Deus me livre, (diz ela) que coisa nojenta!

- Prova !

- Eu não pai, cruzes!

- E vocês (olhando para os irmãos) não vão provar?

- Lógico que não, (diz ela em nome de todos).

- Pensando bem, você ainda quer aquele anel?

- Lógico pai, você vai me dar?

- Se você comer uma ostra eu te dou o anel!

- Paiiiiii !!! Ai meu Deus, eu vou ter que comer uma ostra?

- Você quer o anel ou não?

- Quero! Mas é uma ostrinha só, né? (rs)

- É... (já espremendo limão na própria...)

- Tá bom! Eu como, mas eu quero o anel mesmo, tá?

E em seguida, ela fechou os olhos, tapou o nariz e abriu a boca... Vupt! a ostra desceu lisinha, nem sentiu o gosto, apenas engoliu e pronto! Ostra = anel. Parece fácil, não!?!"

E eu nunca mais comi ostra.

O anel está na caixa de jóias...(foto acima) e o pai...? O pai hoje é só saudade, mas viverá para sempre no meu coração...

Feliz Dia dos Pais!


beijos e bom fim de semana a todos,

Tina

24 comments:

  1. Puxa vida... eu nem acho ostra tão nojenta assim... pior é aquele negócio escuro que vendem na Bahia com o nome de "lambreta"!
    Um beijão

    ReplyDelete
  2. olá minha amiga
    que histórinha mais legal
    o anel é bem bonito
    tenha um lindo dia
    beijos

    ReplyDelete
  3. Grace Olsson1:43 AM

    Ah, Tina, eu adoro ostra comlimão.
    Meemocionei muito com o seu post. Me faz lembrar meu irmao mais velho que foi o pai mais carinhoso daminha vida. Tudo aquilo que o verdadeiro não consegue ser até hoje.
    bjs e dias felizes
    Parabéns a vc e que lembra de seu pai com carinho tao grande que me emociona.

    ReplyDelete
  4. Ahhh que história legal, e que chantagem, e que anel mais lindo.
    Parabéns à todos os pais.
    Beijos e ótimo final de semana pra ti, querida Tina

    ReplyDelete
  5. tem coisas que marcam mesmo pra sempre,né TINA.
    E vai saber pq vc não experimenta mais as ostras. é gostoso!!

    rsss

    Beijos!!

    ReplyDelete
  6. Tina... Você não tem noção do efeito do seu texto. Linda história. Vou ver se crio coragem de contar alguma história assim no meu blog, mas ainda é muito recente e só sei chorar. Um dia deve passar...
    Beijos

    ReplyDelete
  7. Tina

    O anel eh lindo, valeu a determinacao e tortura neh?

    Destesto ostra.

    Beijinhos e bom fim de semana.

    ReplyDelete
  8. Nossa, acho q nunca vi uma ostra de perto.
    Big Beijos

    ReplyDelete
  9. Oi Tina!
    Que história heim?
    Eu adoro ostra, hehe.
    Beijos e bom fs.

    ReplyDelete
  10. Tina,
    Pelo menos o anel não estava colocado dentro da ostra, não é mesmo? De qualquer forma, é um anel muito bonito. E quanto às ostras, você devia tentar de novo. São ótimas!
    Bom, mas falemos da história em si mesma. É muito linda e transmite muita emoção. Como é bom quando podemos falar de nossos pais com tanto carinho, não é mesmo? O meu está com 93 anos e com saúde muito debilitada, embora perfeitamente lúcido. No ano passado, no dia em que lhe contei que Nina e eu havíamos resolvido nos mudar aqui para o sítio, em Itatiba, para ficarmos com ele, até chorou de emoção. Era o mínimo que podíamos fazer por ele.
    Abração.

    ReplyDelete
  11. camille1:26 AM

    Ai que lindo! Uma bela homenagem ao dia dos pais. Com um pai que quer que a filha conheça novas coisas, como comer uma ostra. Meu pai nao fez essa questao, lembro que ele adorava ostra...
    Beijos,
    Cam

    ReplyDelete
  12. Uma graça de conto! Bem, pela beleza da jóia valeu o sacrifício...

    ReplyDelete
  13. rsssss...
    Tina, meu anjo, acho que ele a enganou direitinho!
    Claro que já estava pensando em comprar o anel... mas não pode se conter e fez a brincadeira.
    Pais... coisa maravilhosa, não?
    O meu também é saudade. Enorme.

    beijos
    P.S. O anel é maravilhoso.

    ReplyDelete
  14. Por que as melhores coisas da vida não são eternas!
    ...PAI, pessoa que devemos dar muito valor...
    ...Porque um dia, só ficará a SAUDADE enorme, junto com as lembranças, que se foram bem valorizadas, serão as MELHORES!

    Beijos e Boa semana!

    O anel é lindo mesmo!

    ReplyDelete
  15. Que isso , eu adoro ostras..rs, com um limão então..hnnnn.
    Lindo anel. Que bom que você guarda boas lembranças do seu pai!

    Abraço! :*

    ReplyDelete
  16. Ainda bem que vc tem lembranças bonitas pra guardar dele.
    Bjos querida!

    ReplyDelete
  17. Nunca comi ostra por absoluto nojo, mas não resistiria a tentação diante do anel, rss.
    Que história deliciosa, amei.

    Falo sobre agosto e os pais, não é uma história leve como a sua, é mais triste, saudade pura, dor da falta do meu pai...

    Estou melhor amadamiga, falar com vc no tel me levantou o ânimo e o ar já está forte no meu peito, ufa!!

    Lindos dias e feliz dia para os papais da família.
    beijos

    ReplyDelete
  18. Anonymous10:40 AM

    Olá!!
    Vim lhe fazer uma visita!!!
    Até
    http://sex-appea.zip.net
    http://cara-nova.zip.net

    ReplyDelete
  19. Bem, pelo menos aquela experiência gustativa lhe valeu um anel e essa linda lembrança, não é?
    Hoje, nós que temos pai no outro Plano Espiritual, temos saudades e lembranças para nos acompanhar nesse dia. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

    ReplyDelete
  20. Que história linda!!!!
    Imagino q reconta-la deve te emocionar mto né?!?
    Bjokas
    Boa semana

    ReplyDelete
  21. Pois eu adoro ostra, Tina. Se o trato fosse comigo, atualmente teria centenas de anéis! Beijos.

    ReplyDelete
  22. Realmente o anel é belíssimo.

    ReplyDelete
  23. Your Soul10:22 AM

    Que lindo isso, Tina!
    Beijos querida.

    ReplyDelete
  24. Sabe, Tina. Eu já tinha lido esse post. No dia que você recomendou que eu lesse. Hoje eu vim e reli. No primeiro dia, eu chorei copiosamente. Hoje, meus olhos se encheram d'água. Mas não chorei igual a uma louca. Eu sou muito sensível em relação a tudo que diz respeito a pai e mãe. Mas meu pai é meu melhor amigo. Ele está completando 60 anos em 2009. E eu não quero imaginar o que será da minha vida sem ele. Ou sem minha mãe. Adorei. Muito. O anel é lindo. O pai devia ser maravilhoso, assim como a filha.

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket