Tuesday, December 05, 2006

Árvore de Natal

Tuesday, December 05, 2006

A origem

A Árvore de Natal é conhecida em algumas regiões da Europa como “Árvore de Cristo” e desempenha papel importante na data comemorativa do nascimento de Jesus.

Os relatos mais antigos que se conhecem da Árvore de Natal datam de meados do século 17, e são provenientes da Alsácia, encantadora província francesa
.

Pinheiros em Vermont - USA

Descrições de florescimentos de árvores no dia do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo levaram os cristãos da antiga Europa a ornamentar suas casas com pinheiros no dia do Natal, única árvore que nas imensidões da neve permanece verde.

A Árvore de Natal é um símbolo natalino que representa agradecimento pela vinda de Jesus Cristo.

O costume de se preparar também um presépio foi passando de país a país, alcançando hoje até lugares onde a neve é um fenômeno inexistente.

Você sabe qual é a origem esotérica da Árvore de Natal?

Lagoa - Rio de Janeiro

Para os gnósticos, a Árvore de Natal tem profunda concordância com as tradições Alquímicas, Cabalísticas e Cósmicas de todas as tradições. Todos os presentes, todos os enfeites, as cores etc., têm um significado profundo e altamente simbólico.


Já para os católicos e/ou não católicos, entre as várias versões sobre a procedência da árvore de Natal, a maioria delas indica a Alemanha como país de origem, atribuindo a novidade a Martinho Lutero , autor da Reforma Protestante do século XVI. Ele teria montado um pinheiro enfeitado com velas em sua casa. Queria, assim, mostrar as crianças como deveria ser o céu na noite do nascimento de Cristo.

Na Roma Antiga, os Romanos penduravam máscaras de Baco em pinheiros para comemorar uma festa chamada de "Saturnália" que coincidia com o nosso Natal. (texto adaptado / fonte)

Ao se montar a Árvore de Natal, devemos lembrar sempre compô-la não só de acordo com a tradição, mas criando-a com amor e esperança para carregar o ambiente onde ela está com vibrações positivas, de alegria, cor, luz, nascimento, vida!


Eu gosto muito de preparar minha casa para o Natal, afinal: sempre é tempo de comemorar, e acho que não devemos deixar de lado as tradições: luz, cor e esperança andam de mãos dadas. Não importa o "presente" material que é puro comércio; o " presente" maior a gente recebe a cada dia, ao acordar (e raramente damos o valor devido). Reconheçamos o presente nosso recebido com o dia. Faz bem agradecer. E é de graça.

beijos,

Tina

21 comments:

  1. Não sabia que em algum lugar Bacco foi associado á àrvore, rs*...

    E eu adooooro montar a árvore ;o), a minha desse ano já pisca...

    beijos, linda e boa semana

    MM

    ReplyDelete
  2. Acho sempre muito interessantes estas info,TINA.
    Só não entendi a data da postagem.
    10 de dezembro????

    Como assim,heheheh
    Beijos!

    ReplyDelete
  3. Anonymous9:19 AM

    Perfeito!! Algumas pessoas classificam a árvore de Natal como mero enfeite e não sabem o real significado.
    Montei a minha ontem! Ou melhor, fiquei com preguiça de pegar a minha, que está bem guardadinha e comprei uma tuia. Ficou linda!! E tirei uma fotinha do Max ao lado. Do jeito que fiz o ano passado.
    Depois vou ver se o meu cão ficou véinho, véinho como têm falado.
    Bom dia!! Beijus

    ReplyDelete
  4. Nenhum sinal de clima natalino aqui no meu corpicho kkkkkk

    Beijos

    ReplyDelete
  5. Não enfeito mais a minha casa para o Natal, não gosto nem um pouquinho desses festejos, não sou nada religiosa e detesto essas comidas natalinas.
    O seu post está bonito, já que gosta, curta bastante e feliz natal !
    Beijos
    Kristal

    ReplyDelete
  6. Tão bom aprender sobre as coisas...
    disse tudo no final!
    bjs lindona

    ReplyDelete
  7. Adorei, Tina! E confesso que não sabia as origens da árvore que todo ano enfeito! ;) Bjs

    ReplyDelete
  8. Nossa!! Outro dia meu marido estava questionando o que a árvore tinha a ver com o natal! Agora eu seiiiiiiiiiii!! Vou contar pra ele! rsrssr

    Beijos

    ReplyDelete
  9. Tina, arvores de natal são muito bacanas, no ano passado o cão Ozzy comeu a minha arvere, agora eu só posso dizer que "as arveres, somos nozes!". rsss Beijos

    ReplyDelete
  10. Minha Querida Amiga Tina,

    Além de tê-la guardada no lugar mais nobre que possuo, ou seja, meu coração, pela pesso que és.! Sou uma profunda admiradora da sua escrita e de tudo que tráz a nós. A simbologia das árvores natalinas.
    Realmente eu não sabia, mas você sempre nos ensinando nos mostrando o significado e a beleza inerente á tudo. Eu conheço os Pinheiros de Vermont, que são magistrais...

    Belíssimo post, de uma pessoa belíssima.

    Beijos,
    Da amiga que muito lhe admira,
    Dani

    ReplyDelete
  11. Anonymous2:10 PM

    O maior presente, para mim, é poder contabilizar quantos amigos eu ganhei... Beijos

    ReplyDelete
  12. eu acho nao sei decorar muito bem arvores...

    ReplyDelete
  13. Tina, ainda não montei a minha árvore , que já tenho há uns 10 anos, mudo às vezes os enfeites. Estou pensando em fazer uma coisa diferente este ano. Talvez veja outra árvore para enfeitar.
    Em dezembro gosto tbm de falar sobre os simbolos natalinos.

    Bjos.

    ReplyDelete
  14. Uia

    Quanta informação bacana, não sabia da maioria deles.
    Sempre fiquei a imaginar quem foi o primeiro a enfeitar a arvore...
    Belo post

    :***

    ReplyDelete
  15. Muito bom o post, Tina.

    Hoje também falei sobre Natal, mas não sobre árvores e sim sobre papai noel.

    :)

    bjs

    ReplyDelete
  16. Li com muita atenção o seu texto, Tina. Me chamou a atenção a eventual existência de ligações entre a árvore de Natal e alguma tradição cabalística. Acho que isso não tem não, nem para os agnósticos.

    Beijos mágicos.

    ReplyDelete
  17. Luz e vida no seu caminho, na sua árvore, Tina.
    Bjo

    ReplyDelete
  18. A verdade é que Natal sem árvore enfeitada não tem graça nenhuma!
    Beijocas

    ReplyDelete
  19. Obrigado pelas informações, Tina. Beijos.

    ReplyDelete
  20. Passando e deixando beijos..... smack

    MM

    ReplyDelete
  21. Tina:
    Sabe que nunca tinha pensado na origem da árvore de Natal. Curioso, não? Mas não imaginava que o pinheiro tinha sido escolhido por permanecer verde, mesmo com muita neve.
    Blog é cultura.

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket