Monday, September 29, 2008

Brasilidade

Monday, September 29, 2008
(...) Assim são as páginas da vida,
como dizia meu filho quando fazia versos,
e acrescentava que as páginas vão
passando umas sobre as outras,
esquecidas apenas lidas.


"Dizem os críticos que Machado era "urbano, aristocrata, cosmopolita, reservado e cínico, ignorou questões sociais como a independência do Brasil e a abolição da escravatura. Passou ao longe do nacionalismo, tendo ambientado suas histórias sempre no Rio, como se não houvesse outro lugar. ... A galeria de tipos e personagens que criou revela o autor como um mestre da observação psicológica. ... Sua obra divide-se em duas fases, uma romântica e outra parnasiano-realista, quando desenvolveu inconfundível estilo desiludido, sarcástico e amargo. O domínio da linguagem é sutil e o estilo é preciso, reticente. O humor pessimista e a complexidade do pensamento, além da desconfiança na razão (no seu sentido cartesiano e iluminista), fazem com que se afaste de seus contemporâneos."

Assim era Machado de Assis, a quem devemos reverenciar. E lá se vão 100 anos. hoje. E a vida continua. Minha homenagem.

beijos e boa semana a todos,

Tina


Update: Obrigada ao amigo Marco pelo lindo post que me dedicou, fez a diferença!

24 comments:

  1. Tina, para mim Machado de Assis foi o maior escritor brasileiro de todos os tempos. Toda e qualquer homenagem para ele é pouca. Eu li todos os seus livros e até hoje vez por outra releio alguns. Jorge Amado só escreveu histórias ambientadas na Bahia e ninguém fala dele, porque não tem que falar mesmo. Cada um encontra inspiração no local que melhor lhe aprouver.
    Beijocas para você

    ReplyDelete
  2. Tina,

    Concordo com a Yvonne, ele é o melhor.
    Meu conto preferido dele é o Alienista, já li algumas vezes, mas sempre me surpreendo quando volto a ler.
    Saiu uma matéria sobre ele na Época dessa semana, já viu? Sobre as cartas dele.

    Vou tentar escrever algo no blog também.

    Um beijo, querida e ótima semana!

    ReplyDelete
  3. Creio que ele merecia muito mais homenagens do que andam fazendo. Mas esperar o quê de um governo cujo presidente gaba-se de nunca ter lido um livro.

    Beijos,TINA!

    ReplyDelete
  4. Grande Machado, sim... cantor da alma humana, com toda a sua grandeza e todas as suas mazelas. :) Boa semana, amiga!

    ReplyDelete
  5. Pois é... e eu sou um relapso mesmo, talvez o cão Ozzy saiba mais sobre o MA que eu. rss Ainda bem que temos pessoas diferentes de mim, que mantém vivo o respeito e a importância dos nossos ídolos.
    Beijos querida Tina, e uma ótima semana pra ti

    ReplyDelete
  6. uma linda homenagem

    beijos

    ReplyDelete
  7. 100 anos, puxa!! como o tempo passa ;)

    Sim, toda homenagem é pequena para esse grande escritor.

    linda semana minhamada Tinavózinha
    beijos de loviú

    *como foi a comemoração do seu pequeno principe? Hummm, pura ternura né?

    **hoje é dia de um dos meus, Ruan, 5 aninhos...

    ReplyDelete
  8. Tina, parabéns atrasado para o seu principesco!!

    Machado de Assis, sem comentários. No último parágrafo de Esaú e Jacó, ele escreve: "Aires sabia que não era a herança, mas não quis repetir que eles era os mesmos desde o útero. Preferiu aceitar a hipótese, para criar debate, e saiu apalpando a botoeira, onde viçava a mesma flor eterna.

    O que foi no caso de Machado de Assis, sempre será!!

    Boa semana!! Beijus

    ReplyDelete
  9. Aprendi a gostar de ler atraves dos livros dele.
    É um dos maiores escritores brasileiro.
    Abraços

    ReplyDelete
  10. Adoro o que Machado de Assis escreveu... Nunca deixa de ser atual!
    Escrevi tb sobre ele no meu blog... Não tem como deixar passar!
    Beijos lindona tudo de bom pra ti :)

    ReplyDelete
  11. Ficou sabendo da exposição que está havendo sobre ele?
    Big Beijos

    ReplyDelete
  12. Se não foi o maior, pelo menos é um dos mais importantes escritores da língua portuguesa. Eu sou fã dele e o acho muito atual.

    ReplyDelete
  13. eu lembrei dele, aliás estou relendo umas crônicas dele. agora com outros olhos, com outros sentimentos.
    100MA... e tem gente que nem sabia que ele morreu!
    esperar o quê desse povo, Tina?!
    bj grande!

    ReplyDelete
  14. Comecei a gostar do Machado de Assis já adulto e sem dúvida, concordo com a Yvonne: é um dos maiores escritores brasileiros ou até mesmo da lingua portuguesa!
    Um beijão e boa semana para você também.

    ReplyDelete
  15. Tina

    Muito bom seu post, valorizacao de nosso povo, tem muita gente jovem que nao sabe quem foi ele.

    Fui gostar dele, tambem ja adulta.

    Beijinhos

    ReplyDelete
  16. Tina, obrigada pelo carinho da sua visita, pelas palavras, por seu apoio.

    Estou novamente conectada...

    Vc nao pode imaginar o que eu trouxe na mala quando vim prá cá há 15 anos. Exatamente. livros desse grande homem.

    Grande beijo

    ReplyDelete
  17. Pois E 100 anos..so estudei Machado de Assis no segundo grau..depois nunca mais.

    ReplyDelete
  18. Márcia(clarinha)11:19 AM

    Beijos de lindo dia amadamiga

    ReplyDelete
  19. Bela homenagem,Tina.

    Quanto ao post anterior,na vida precisamos arriscar sempre, eu pelo menos penso em que graça tera a vida se nos enclausurarmos numa redoma com medo das consequências?

    Vidinha sem graça essa, rs.

    Beijos

    ReplyDelete
  20. Oi, Tina.
    Escrevi algo para você no Antigas Ternuras. Quando quiser me dar a honra...
    Sobre o "bruxo" e seus detratores, eu sei bem o que já disseram sobre ele. Quando fiz a palestra sobre ele, alguns chegaram a mim com vários senões à sua obra. A gente sabe que especialmente no Brasil não existe unanimidades. E que fazer sucesso por aqui é pecado mortal. Boa lembrança e bela postagem. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

    ReplyDelete
  21. Tina, nunca li nada dele ! Na escola me obrigavam e eu achava tão chato que tomeiu entojo pro resto da vida !
    Hoje em dia só leio Vogue e G Magazine.

    ReplyDelete
  22. Márcia(clarinha)12:29 PM

    beijos de loviú!

    ReplyDelete
  23. Tudo chorando seria monótono, tudo rindo, cansativo; mas uma boa distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas, acaba por trazer à alma do mundo a variedade necessária, e faz-se o equilíbrio da vida. (Machado de Assis)

    Viva...Esse daí só não dominou o mundo pq escreveu em português.

    Beijos

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket