Wednesday, October 25, 2006

Pasta

Wednesday, October 25, 2006

Hoje é "Dia do Macarrão", isso mesmo: aquela massa que não tem quem não goste. Um pouco de história para começar e, como boa paulistana descendente de italianos, uma receita para finalizar.

A revolução do "maccheroni"

Um dia em Nápoles, um fabricante de macarrão estava sentado enquanto misturava a massa com os pés (modo usado na época). Então, o Rei de Nápoles, Ferdinand II não gostou do que viu , (ele gostava muito de macarrão) irritou–se com aquele método de produção , e resolveu contratar um engenheiro, que inventou um sistema onde uma máquina faria o trabalho de misturar e cortar. (ainda bem, né?)rs

O clima de Nápoles era perfeito para secar o macarrão : não tão úmido a ponto da massa mofar antes de secar, e nem tão seco que fizesse a massa rachar e secar rapidamente. Nápoles se tornou o centro do macarrão na Itália.

Macarrão com queijo era um prato popular na América na época da Guerra Civil, porém, com a enorme imigração italiana para os USA por volta de 1900 chega o “Spaghetti” popular massa que comemos até hoje. Os Sicilianos que imigraram achavam difícil adquirir os ingredientes que eles usaram em casa, e adotaram os métodos “locais” de cozinhar. Adaptações foram feitas em molhos, ingredientes novos, combinações... hummm... muito bom!

Mas na verdade, quem trouxe o primeiro produtor de macarrão para as Américas foi Thomas Jefferson em 1789 e seus sucessores apenas aprimoraram.

Curiosidade: Pelas leis italianas o macarrão “embalado” não pode conter nada mais do que semolina e água. E pasmem: a Itália não é mais o maior produtor de trigo do mundo: foi superada pela Austrália!

E para não passar em branco, uma receita que gosto muito de fazer.

Pasta du Chef (para 2 pessoas)

300 grs de spaghetti

2 tomates picados em cubinhos (sem semente)

1 xícara de manjericão fresco picado

3 dentes de alho picados

5 colheres de sopa de azeite

Modo de fazer

Colocar o azeite em uma panela (ou frigideira grande). Após aquecer, coloque o alho e deixe fritar levemente. Acrescente o tomate e o macarrão já cozido. Em seguida coloque o manjericão e mexa bem. Sal e pimenta à gosto. Servir em seguida, com algumas folhas de manjericão fresco e queijo parmesão por cima.

Junte tudo isso à pratos bonitos , velas acesas e um vinho Carmenére (Casa Rivas é excelente) e aproveite. Essa receita é fácil e muito gostosa e faz um super efeito. Vale tentar...

Envio especialmente para Dani se aventurar na cozinha esta semana...

beijos,


Tina

15 comments:

  1. Adorei isto,TINA. Não sabia,mas vou exigir que seja o prato hj por aqui,heheheh
    beijão!!

    ReplyDelete
  2. Tina,
    Eu adoro massas, as vezes eu mesmo faço a massa. para cada tipo de molho eu gosto de um tipo de massa, que vai incorporá-lo de forma mais adequada. Eu imagino você cozinhando (engraçado, pois não conheço você né, rss), deve ser detalhista e perfeccionista como eu. rss Adorei a receita, simples e saborosa.
    um beijo

    ReplyDelete
  3. curioso;
    hoje minha avó está fazendo um bom macarrão-de-forno!

    receita daqui de casa mesmo, rs

    ReplyDelete
  4. Ham Ham, fiquei com água na boca, como boa italiana que sou...

    Beijos

    ReplyDelete
  5. Hummmm...Me conquistanto pelo estômago. Não resisto à um macarrão. Al dente. Com vinho tinto. E boa companhia.

    :)

    Beijos macarrônicos.

    ReplyDelete
  6. Tina, obrigada pela visita, volte sempre!
    Chego aqui e dou de cara, com essa deliciosa receita, heim!!! Quem não gosta de uma macarronada?
    Um feliz final de tarde pra vc.
    Bjs.

    ReplyDelete
  7. Hummm deu água na boca... também que não gosta de uma bela massa??

    Eu amooooo, queria gostar menos inclusive..hehehehe

    Beijos e bom finzinho de dia pra ti!

    ReplyDelete
  8. Ummmm a abrires o apetite do pessoas, malandreca
    beijos

    ReplyDelete
  9. Hummmm
    adoro macarrão, vinho e mangericão..
    Adoro também vir aqui,rss
    linda noite flor
    beijossssssssss

    ReplyDelete
  10. Uiiii... não resisto a um bom macarrão!...

    Que delicia!

    Um beijo...

    ReplyDelete
  11. Nossa que historia interessante..vc vive onde? Italia?

    ReplyDelete
  12. acabei de ler seu perfil..vive em Sao Paulo...

    ReplyDelete
  13. Anonymous8:27 AM

    Tina, tentei entrar ontem aqui e não deu!!
    Adoro massa mas nem sempre com parmesão, nessa receita eu substituiria por queijo de bufalo(fêmea, viu?) ou mesmo mussarela!
    Bom dia!! Beijus

    ReplyDelete
  14. Tina:
    Gosto muito de macarrão, mas nunca tinha tido a curiosidade de saber parte de sua história.
    Muito interessante o que você mostrou.
    Macarrão, além de um ótimo alimento, é também cultura.

    ReplyDelete
  15. Tina, vim visitar seu blog e fiquei com água na boca com esse tópico da Pasta. Beijo da Ursa :))

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket