Monday, March 05, 2007

Crianças na África.

Monday, March 05, 2007



"...São crianças às quais são atribuídos poderes capazes de causar desgraças diversas a suas famílias, conhecidos e vizinhos. Muitas acabam abandonadas pelos pais e viram ciranças de rua.
Outras crianças são expulsas de casa e engrossam os exércitos de meninos e meninas de rua em Kinshasa. A elas, as famílias atribuem as doenças, a fome, o desemprego, as brigas e outros tormentos. Segundo a crença popular, as crianças-feiticeiras transformam-se à noite e em bandos, às vezes viajando em vassouras voadoras, saem para espalhar o mal. Muitas crianças acabam acreditando que são, sim, feiticeiras... "

"O Brasil já conta com suficientes sinais de africanização. Há favelas, periferias e núcleos que não causariam estranheza se tomados como prolongamentos de Kinshasa, Africa. Do que menos necessitamos é de uma corrida contra as crianças-feiticeiras." Roberto Pompeu de Toledo

E estamos no Sec. XXI. E isso existe. E convivemos. Aceitamos e continuamos, afinal não faz parte da nossa vidinha diária de brasileiro-pocotó como diz meu querido amigo Junior.Isso não é. Isso não pode ser. Ah... mas é lá na Africa...

Mas o Bush tá chegando em SP: tem hotel 5 estrelas INTEIRO fechado/reservado para ele e comitiva. Isso existe. Ah... mas é aqui no brasil... Aqui pode, deve, aceita-se e curva-se o brasileiro-pocotó. Parei.

beijos pessoal e boa semana a todos,

Tina

15 comments:

  1. junior9:37 PM

    É Tina, como eu sempre digo, vamos deixar de ser um país pobre pra ser um país miserável. Que pena!!!
    Beijos

    ReplyDelete
  2. To muito cansado e desiludido com este paí,com este mundo,TINA.
    Sinceramente,nem sei mais se adianta lutar,reclamar...
    Beijos!!

    ReplyDelete
  3. Tina, eu não consigo entender essas desigualdadessssssssss. As nossas favelas, as crianças na Africa, China, Haiti , todas as guerras e a gana de poder e fogo. Onde está a lucidez desses povos??????

    beijos
    Ps. você viu o colegio da Oprah Wifrey na Africa, maravilhosssssoooooo ela é o maximo.

    ReplyDelete
  4. As lendas se misturam a realidade quando o povo não tem acesso ao desenvolvimento e tudo aquilo que envolve a modernidade. E por conta da modernidade, a humanidade paga a conta com a desigualdade.
    Não vejo nada de mais um chefe de Estado visitar o país. Fico até feliz por ter escolhido São Paulo ao invés de Brasília. O que importa é mesmo os motivos. O que que o Buchinho?
    Boa semana! Beijus

    ReplyDelete
  5. camille1:27 PM

    Crianças feiticeiras? Que maldade. Quando a realidade é triste demais é preciso arrumar explicações. Quando elas nao sao clarificaveis, se utilizam os culpados mais loucos nao é? As crianças são sempre vitimas, nao dá outra.
    Beijos querida e boa semana,
    Camille

    ReplyDelete
  6. Tina querida, falta palavras para comentar certos atos, fatos, que acontecem nesse país...
    Beijocas e boa semana

    ReplyDelete
  7. Lamentável o nosso país.
    Big Beijos

    ReplyDelete
  8. Brasileiro está parecendo marido traído: não quer ver o q está acontecendo debaixo dos próprios olhos. E dentro de casa, o q é pior...
    Beijos

    ReplyDelete
  9. Acho que muitos brasileiros preferem não olhar para não ter que ver o que está bem diante de seus olhos...
    Um beijo e um grande abraço

    ReplyDelete
  10. é de embrulhar o estomago!

    Beijos

    ReplyDelete
  11. grace olsson6:00 AM

    Querida Tina, eu presenciei o caso das crianças feiticeiras, no Congo, que não passa de lendas e crendices. Só que, nos últimos anos, isso tem evoluido por força de falsos pastores que aproveitam a ingenuidade e o sofrimento dos congoleses para retirar deles o que podem, in clusive casa, e coisas que nem vou contar.A imagem que eu vi, em julho de 2006, ao visitar Kinshasa, nunca vou esquecer. Não parecem crianças de rua.São piores do que isso.São verdadeiros farrapos humanos, inocents e abandonados.Há por lá 3 casas de religiosos a amparar, no máximo 750.Mas, há, quase 40 mil crianças nesta situação.UNICEF, ONU, sabem.Mas, eles encaravam como parte da cultura congolesa, até ver que a coisa ia além disso.SIN CERAMENTE FALANDO, MINHA VIDA MUDOU DEPOIS QUE ME ADENTREI NO CONTINENTE AFRICANO.E SE FILHOS EU NAO TIVESSE SERIA LÁ QUE EU TERMINARIA MEUS DIAS.EM defesa daquelas crianças.Como não posso, vou concluir a pesquisa sobre refugiados e vou desenvolver um trabalho com crianças brasileiras...beijocas e dias felizes.

    ReplyDelete
  12. Não concordo com o comentário de Grace Olsson. Existem muitos missionários na África e muitos deles nem tem o que comer e o que ganham das igrejas aqui que os sustentam, verdadeiramente repartem com aqueles que ali congregam. Não dá é claro para todos mas ao menos alegram o conjunto de irmãos e simpatizantes que ali congregam. Se realmente existe assim como voce mesma disse ser evidente, por favor não generalize mas diga não o nome do pastor mas o nome da igreja. Dá-me a impressão que existe uma discriminação dizendo "os pastores" ou "as religiões". Concordo que na África é difícil vc realizar um grande projeto pois a política local não vê isso com bons olhos.

    ReplyDelete
  13. Anonymous11:04 PM

    o mundo é tão injusto com a africa pq n dão uma chance a esse continente
    tatiane

    ReplyDelete
  14. Missionária Anna Clara11:33 PM

    E concordo plenamente com o missionário Grace Olsson ,pois só realmente sabe é quem já testenhou a vida de perto daquelas crianças e adultos . Dou Graças a Deus pois ele tem preparado verdadeiros missionários para realizar as suas obras naquele e em vários outros lugares...A PAZ DO SENHOR A TODOS ,

    ReplyDelete
  15. miss ana paula11:37 PM

    eu concordo plenamente com o missionário Grace Olsson , pois só realmente sabe é quem já presenciou aquilo de pertinho .Rendo glórias a Deus pois a cada dia tem alcançados corações de pessoas para fazer sua obra até os confins da terra , oro para q Deus chegue depressa daqueles q naum tem nem com oq sobreviver....Amém

    ReplyDelete

Obrigada pela sua visita!

 
luzdeluma st © Code is Pocket